Cidades sofrem com verão mais quente das últimas décadas

Algumas cidades, como Rio de Janeiro e São Paulo, registraram o mês de janeiro mais quente das últimas décadas

Rio de Janeiro – Algumas das cidades mais povoadas do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, registraram o mês de janeiro mais quente das últimas décadas e em alguns casos, as temperaturas mais elevadas para o mês desde que começou a medição de dados, informaram fontes oficiais.

A cidade de Porto Alegre registrou no mês de janeiro uma temperatura média de 33 graus, o que representa a mais alta desde 1916, ano em que começaram as medições do Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil (Inmet).

Esta temperatura é quatro décimos superior à registrada em janeiro de 1953, que até agora era a segunda mais alta registrada.

A causa desta elevada temperatura é um sistema de altas pressões proveniente do oceano Atlântico que gera um forte vento quente que vai desde o norte do Brasil rumo ao sul, segundo os meteorologistas.

Por sua vez, a Zona Oeste do Rio de Janeiro enfrenta o verão mais quente dos últimos 30 anos, com uma temperatura média no mês de janeiro de 36,5 graus, o que representa quatro graus acima das previsões.

No conjunto da cidade, a temperatura média registrada em janeiro é de 33,9 graus, ligeiramente superior aos 33,1 que esperavam os especialistas.

No entanto, esta temperatura, a mais alta no sudeste do país, ainda está abaixo das registradas em 2006, 2010 e 2011, os verões mais calorosos dos últimos anos no Rio de Janeiro.

No caso de São Paulo, a temperatura média dos últimos 30 dias ficou situada em 31,8 graus, o que iguala o registro de fevereiro de 1984, o mais alto dos observados até agora para este mês na maior cidade brasileira pelo Inmet.