Cidade sem médico vai voltar para a fila

As cidades que registraram desistências de médicos poderão se atendidas na segunda fase do programa

São Paulo – As cidades que registraram desistências de médicos brasileiros entrarão novamente na fila para receber profissional substituto, já na segunda fase do Mais Médicos. Os gestores responsáveis pelo programa nas cidades têm de fazer o pedido de reposição.

As vagas remanescentes serão ofertadas aos 3.016 médicos inscritos – 1.414 deles têm diplomas do Brasil e 1.602 são formados no exterior. Já os brasileiros que se apresentaram têm até o dia 12 para resolver todas as pendências burocráticas. Caso contrário, serão expulsos do programa.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.