Chuvas em SP: número de mortos sobe para 7

Segundo a Defesa Civil, todos os relatos de desaparecidos pela chuva no estado foram finalizados pelo órgão após a localização dos corpos das vítimas

São Paulo — Os corpos de mais duas vítimas das chuvas que causaram enchentes e deslizamentos em São Paulo na última segunda-feira foram encontrados nesta quarta em Cabreúva e Araçariguama, no interior do estado. Claudemir Aparecido Garcia, de 58 anos, e Adriano Marcos de Melo, de 35 anos, morreram afogados em consequência do transbordamento do Rio Tietê, que atravessa o estado de leste a oeste.

Com as mortes, já são sete o número total de fatalidades causadas pela chuva no estado. Três pessoas da mesma família morreram em Botucatu.

Os corpos do casal Lourival Ferre e Maria Cristina Infanti Ferre, e de sua irmã, Maria Silvia Infanti, foram encontrados no Rio Capivari na terça (11) após o carro em que os três estavam ter sido arrastado pela enxurrada.

Também em Botucatu, na Rodovia Marechal Rondon, um caminhão caiu numa cratera aberta na rodovia e o motorista, Epaminondas Macedo de Souza, de 50 anos, não sobreviveu.

Na Rodovia Leonor Mendes de Barros, na altura da cidade de Marília, o funcionário da concessionária rodoviária Entrevias Cláudio Goés foi encontrado morto ainda na segunda (10) após seu carro e um caminhão caírem dentro de uma cratera que se abriu na rodovia. O motorista do caminhão saiu do veículo antes da queda e sobreviveu.

Segundo a Defesa Civil, todos os relatos de desaparecidos pela chuva no estado foram finalizados pelo órgão após a localização dos corpos das vítimas. Há ainda o total de 1528 pessoas desalojadas e 408 desabrigadas em todo o estado.