CGU prorroga processo contra 5 empreiteiras da Lava Jato

Ao prorrogar o prazo para conclusão, a CGU dá mais tempo para a apuração dos fatos e para empresas se decidirem sobre os acordos de leniência

Brasília – A Controladoria Geral da União (CGU) decidiu prorrogar por 180 dias (seis meses) o prazo para a conclusão dos trabalhos da Comissão de Processo Administrativo de Responsabilização contra cinco empreiteiras alvo de investigação na Operação Lava Jato.

As portarias com a prorrogação dos prazos estão publicadas no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 01, mas não nominam as empresas envolvidas na decisão.

Segundo fontes, tratam-se dos processos da UTC, Queiroz Galvão, Iesa, Camargo Correa e Mendes Junior.

Os processos foram abertos no início de dezembro de 2014 e o prazo para os trabalhos se encerraria agora em junho.

Ao prorrogar o prazo para conclusão, a CGU dá mais tempo para a apuração dos fatos.

Ao mesmo tempo, as empresas ganham mais tempo para se decidirem sobre os acordos de leniência.