CCJ lerá relatório sobre indicação de Moraes no dia 14

O presidente da comissão, o senador Edison Lobão, marcou uma sessão extraordinária para a leitura - uma vez que o Senado se reúne às quartas e não às terças

Brasília – A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado marcou uma reunião extraordinária na próxima terça-feira, 14, a fim de que o senador Eduardo Braga (PMDB-AM) faça a leitura do seu relatório a respeito da indicação do ministro licenciado da Justiça, Alexandre de Moraes, para ocupar o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

O presidente da comissão, senador Edison Lobão (PMDB-MA), informou ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), sua intenção de antecipar a sessão da CCJ para conduzir o processo de Moraes – o colegiado geralmente se reúne nas quartas-feiras.

Em seu texto apresentado na quinta-feira, 9, Braga faz um resumo da carreira de Moraes. No relatório desse tipo, não se faz qualquer indicação de voto, que será secreto.

A expectativa é que o indicado ao STF seja sabatinado no dia 22 de fevereiro na CCJ do Senado. Ele será votado pela comissão e, depois, em plenário.