CCJ da Câmara retoma apreciação da denúncia contra Temer

Os membros da comissão entram agora na reta final da apreciação do pedido da Procuradoria Geral da República (PGR)

Brasília – A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara retomou na tarde desta quarta-feira, 18, a sessão de análise da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

Com o fim da fase de debates, os membros da comissão entram agora na reta final da apreciação do pedido da Procuradoria Geral da República (PGR).

O relator Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) terá agora 20 minutos de réplica para defender a tese do arquivamento da denúncia.

O mesmo tempo será concedido aos advogados Eduardo Carnelós, Daniel Gerber e Antonio Pitombo, defensores de Temer e dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência), respectivamente.

Também será concedido tempo de encaminhamento de voto para dois parlamentares favoráveis ao parecer e dois contrários. Os partidos também poderão fazer a orientação de voto da bancada.

Os membros da CCJ terão de votar a favor ou contra o parecer de Bonifácio. A votação eletrônica será aberta, ou seja, ao final o resultado sairá no painel.