Casos de febre amarela chegam a 326 em São Paulo

Desses, 116 pessoas morreram por causa da doença, ou seja, foram 14 mortes a mais que na última sexta-feira (2)

Os casos autóctones de febre amarela silvestre no estado de São Paulo chegaram a 326, de 2017 até o momento, informou a Secretaria de Estado da Saúde em boletim divulgado hoje (9). Desses, 116 pessoas morreram por causa da doença, ou seja, foram 14 mortes a mais que na última sexta-feira (2). No último balanço, os casos eram 286 e as mortes, 102.

Em 43,2% dos casos, a doença foi contraída na cidade de Mairiporã e 15,9% em Atibaia. Essas duas cidades respondem por 59,1% dos casos de febre amarela silvestre no estado e já têm ações de vacinação em curso desde o ano passado.

Segundo balanço da secretaria, 7 milhões de pessoas em todo o estado foram vacinadas contra a febre amarela neste ano. O número é próximo às 7,4 milhões de doses aplicadas ao longo de todo o ano passado. A campanha de vacinação continua até a próxima sexta-feira (16) na capital e em mais 53 municípios do interior paulista.

Locais de vacinação

Municípios: Diadema; Mauá; Ribeirão Pires; Rio Grande da Serra; Santo André; São Bernardo do Campo; São Caetano do Sul; Bertioga; Cubatão; Guarujá; Itanhaém; Mongaguá; Peruíbe; Praia Grande; Santos; São Vicente; Caçapava; Igaratá; Jacareí; Jambeiro; Monteiro Lobato; Paraibuna; Santa Branca; São José dos Campos; Caraguatatuba; Ilhabela; São Sebastião; Ubatuba; Aparecida; Arapeí; Areias; Bananal; Cachoeira Paulista; Canas; Cruzeiro; Cunha; Lagoinha; Lavrinhas; Guaratinguetá; Lorena; Natividade da Serra; Pindamonhangaba; Piquete; Potim; Queluz; Redenção da Serra; Roseira; São Bento do Sapucaí; São José do Barreiro; São Luiz do Paraitinga; Silveiras; Taubaté e Tremembé.

Distritos da capital: Campo Limpo; Capão Redondo; Cidade Ademar; Cidade Dutra; Cursino; Grajaú; Jabaquara; Jardim São Luís; Pedreira; Sacomã; Socorro; Vila Andrade; Cidade Líder; Cidade Tiradentes; Guaianazes; Iguatemi; José Bonifácio; Parque do Carmo; São Mateus e São Rafael.