Casa de criadora de página Diário de Classe é apedrejada

Segundo Isadora Faber, criadora da página no Facebook, uma das pedras atingiu sua avó de 65 anos, que sofre de uma doença degenerativa

São Paulo – A casa da adolescente Isadora Faber, criadora da página no Facebook Diário de Classe, foi apedrejada na noite de segunda-feira (05), na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina.

“Ontem à noite, teve uma chuva de pedras em casa. Uma delas atingiu minha c. Meus pais tomaram as providências. Alguns coitados pensam que são donos de tudo e da verdade, pensam que podem nos intimidar, mas não vão conseguir”, publicou ela no Facebook.

Segundo ela, a motivação dos ataques seria xenofobia. Os pais da garota são gaúchos, porém vivem em Florianópolis há 17 anos.

Ontem, Isadora e seu pai se envolveram em uma outra confusão em frente à escola onde ela estuda. Segundo post publicado pela estudante, eles teriam sido atacados por um homem chamado Seu Francisco.

Conforme vinha apontando Isadora na página, Seu Francisco teria sido contratado para pintar a quadra da escola, teria recebido o dinheiro, porém não realizou o serviço.

“Seu Francisco e seu outro filho foram na escola para buscar sua filhinha e fizeram o maior escândalo comigo e com meu pai. Eles cercaram nosso carro e estavam querendo brigar. Disseram que ele tinha que calar minha boca, que eu só falava besteiras e que nós tínhamos que sair da cidade pois não somos nativos”, escreveu ela.

A família da garota registrou boletins de ocorrência dos dois episódios. Segundo a mãe da adolescente, Mel Faber, eles irão levar o caso ao Ministério Público do estado.

A página Diário de Classe, onde Isadora compartilha o dia a dia de sua escola, ganhou relevância em agosto deste ano, após virar notícia em todo o país. A página conta com 359 mil seguidores.