Caravana de Lula começa com conflitos em Bagé, RS

A primeira parada da caravana de Lula foi marcada pelo protesto de 150 produtores rurais que pediam a prisão do ex-presidente

A polícia teve que intervir entre partidários e adversários do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Bagé, no Rio Grande do Sul, a primeira etapa de uma caravana que levará o líder da esquerda condenado em segunda instância por várias cidades do país.

Cerca de 150 produtores rurais, exibindo bandeiras brasileiras e seus tradicionais trajes gaúchos, reuniram com seus tratadores nas primeiras horas da manhã diante da Universidade Unipampa, onde Lula vai discursar, iniciando a quarta viagem de pré-campanha eleitoral.

O conhecido boneco “Pixuleco” – Lula vestido de presidiário e na cadeia – era exibido por um dos tratores.

Um grupo de policiais fez um cordão de isolamento entre os manifestantes e os movimentos de esquerda que aguardavam seu líder.

Enquanto uns cantavam “Lula, ladrão, teu lugar é na prisão”, outros respondiam “Lula, guerreiro do povo brasileiro”.

A caravana, formada por vários ônibus brancos, entrou na universidade com escolta policial e simpatizantes do PT.

À tarde, Lula irá à cidade fronteiriça de Santana do Livramento, onde se reunirá com o ex-presidente uruguaio José Mujica.

A Caravana prosseguirá viagem até 28 de março.