Governo tem o maior superávit primário da história

País economiza R$ 26,1 bilhões em setembro para pagar dívida

Brasília – O Governo Central (Tesouro Nacional, Banco Central e Previdência Social) registrou em setembro o maior superávit primário (economia para honrar compromissos financeiros) da história, de R$ 26,1 bilhões, graças à capitalização da Petrobras.

O Tesouro Nacional contribuiu com R$ 35,2 bilhões para o resultado e o Banco Central, com R$ 13,6 milhões. Já a Previdência Social apresentou resultado negativo de R$ 9,2 bilhões.

No acumulado do ano, o resultado do Governo Central atingiu R$ 55,706 bilhões, o que equivale a 2,14% do Produto Interno Bruto (PIB). O resultado supera em 1,46 ponto percentual o valor registrado em mesmo período de 2009.

Os investimentos cresceram 56,6% em 2010 na comparação com 2009 e as despesas com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) aumentaram 50,1%, de acordo com os números divulgados hoje (26) pelo Tesouro Nacional.