Campos propõe desburocratizar Estado

Eduardo Campos apresentou o programa eleitoral de seu partido, que propõe uma desburocratização do Estado

Brasília – O presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, apresentou nesta terça-feira o programa eleitoral de seu partido, que propõe uma desburocratização do Estado.

O programa, apresentado em Brasília, possui cinco pontos que destacam a “simplificação” do Estado, o impulso de uma economia de desenvolvimento sustentável e a melhoria “radical” da educação.

Campos lembrou em discurso que o PSB apoiou em 2010 a presidente Dilma Rousseff, mas assegurou que a coalizão de governo “mofou” e “já não pode oferecer nada novo nem bom” ao país.

O líder do PSB, provável candidato à presidência, disse que pretende abranger “bandeiras que ficaram pelo caminho” do atual governo, entre as quais citou a luta contra o analfabetismo e a reforma agrária.

“Sonho com o dia no qual um cidadão de classe média, um executivo ou um empresário estejam em frente ao computador buscando matricular a seu filho na escola pública brasileira”, disse Campos.

A ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva e líder da Rede, que estava presente no ato, afirmou que pedirá voto para Campos e que ele será um melhor candidato que ela própria, já que o governador gera menos rejeição.

“Eduardo tem uma vantagem comparativa em relação a mim: não tem a metade dos preconceitos contra que eu tenho. Não sou boa pedindo votos para mim, mas sou boa pedindo votos para outros”, afirmou Marina em discurso.

Campos ainda não oficializou sua candidatura, mas hoje foi recebido por seus partidários com cânticos de “Eduardo, presidente”, enquanto Marina Silva também não confirmou se o acompanhará como vice na chapa.