Campanha de Dilma questiona pesquisa do Instituto Paraná

Pela pesquisa, o adversário da petista da corrida ao Planalto teria 54% das intenções de votos válidos, enquanto Dilma teria 46%

Brasília – A coligação da presidente e candidata do PT, Dilma Rousseff, protocolou nesta quinta-feira, 9, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma petição contra o Instituto Paraná de Pesquisas, o responsável pelo levantamento publicado nesta quarta-feira, 8, pelo portal da revista Época em que o tucano Aécio Neves aparece como favorito no segundo turno.

A campanha da petista questiona a metodologia da pesquisa e pede ao TSE para ter acesso ao sistema interno de controle, verificação e fiscalização da coleta de dados do Instituto Paraná.

Pela pesquisa, o adversário da petista da corrida ao Planalto teria 54% das intenções de votos válidos, enquanto Dilma teria 46%. O instituto ouviu 2.080 eleitores maiores de 16 anos em 19 Estados e 152 municípios entre segunda, 6, e esta quarta-feira, 8.

A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. O caso foi distribuído na tarde desta quinta para o ministro Tarcísio Vieira de Carvalho.