Câmara aprova moção de repúdio a episódio em Caracas

Partidos normalmente "simpáticos" ao governo da Venezuela também votaram a favor da proposta, como PSOL, PCdoB e PT

Brasília – O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira, 18, moção de repúdio ao tratamento dado à comitiva de senadores brasileiros em missão oficial à Venezuela. A moção foi aprovada por unanimidade em votação simbólica.

Partidos normalmente simpáticos ao governo da Venezuela também votaram a favor da proposta, como PSOL, PCdoB e PT.

Os partidos deixaram claro que se opunham ao episódio que comprometeu a integridade física de parlamentares brasileiros e que a posição desta tarde não tinha viés político contra o governo venezuelano.

Deputados se revezaram na tribuna com críticas ao governo venezuelano e a política externa brasileira. Os parlamentares cobram posicionamento do Itamaraty e questionaram a presença do país vizinho no Mercosul.

“Presidente Dilma, chame o embaixador brasileiro. Não deixe que atitudes como essa manchem as relações exteriores do Brasil”, disse o deputado Arthur Virgílio Bisneto (PSDB-AM).

Neste momento, os partidos estão indicando os nomes que vão se reunir com o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, para se informar sobre a situação dos senadores em Caracas.