Cães indicam possível localização de soterrados

Cachorros farejadores do Corpo de Bombeiros indicaram dois pontos onde podem estar as duas vítimas ainda soterradas

São Paulo – Cães farejadores do Corpo de Bombeiros indicaram dois pontos onde podem estar as duas vítimas ainda soterradas no desabamento ocorrido na manhã dessa terça-feira, 27, em um prédio em construção em São Mateus, na zona leste de São Paulo. O local fica ao fundo do terreno, do lado esquerdo para quem olha da fachada, e está sendo alvo de buscas nesta quarta-feira, 28.

Os bombeiros usam equipamentos manuais, como uma britadeira, para romper duas lajes de concreto de cerca de 20 centímetros e acessar a parte inferior dos entulhos.

Acredita-se que as duas pessoas sejam as duas últimas debaixo dos escombros, com base em uma lista passada pela empresa Salvatta Engenharia. Um funcionário que sobreviveu ao acidente também voltou ao local para indicar a provável posição dos colegas.

Ele estaria trabalhando ao lado de uma das vítimas soterradas quando a estrutura da construção de dois pavimentos entrou em colapso, por volta das 8h30. O acidente causou a morte de oito pessoas e deixou outras 26 feridas, algumas em estado grave.

O último cadáver foi retirado à 1h20 da madrugada desta quarta-feira. As equipes de resgate, compostas por setenta homens, estão se revezando em turno e os trabalhos não pararam em nenhum momento desde o desabamento.

Além dos cães farejadores, foi usado um detector de ruído nas buscas – o aparelho não vem sendo empregado durante o dia, porque o barulho do entorno limita sua fidelidade.