Cadeirinha em vans escolares não é mais obrigatória

A justificativa do Conselho Nacional de Trânsito é que a exigência apontou dificuldade técnicas, econômicas e sociais para a adaptação dos veículos

Uma resolução publicada na edição desta quinta-feira, 1º, no Diário Oficial da União, suspende a exigência de cadeirinhas para crianças de até sete anos e meio em vans escolares.

Em julho do ano passado, a obrigatoriedade do uso do equipamento havia sido adiada para fevereiro de 2017.

A exigência da cadeirinha provocou a reação de motoristas de vans escolares, que fizeram protestos pelo país, alegando que a medida reduziria a capacidade de transporte.

Na decisão desta quinta, o Conselho Nacional de Trânsito considerou as “dificuldades técnicas, econômicas e sociais para a adaptação dos veículos escolares”.

A resolução publicada nesta quinta leva em conta, ainda, a baixa oferta no mercado de equipamentos para o transporte de crianças apropriados para o uso em veículos escolares.

Atualmente, o uso do dispositivo de retenção para transporte de crianças é exigido apenas para automóveis particulares.