Bruno Covas anula voto, apesar de apoio de Doria a Bolsonaro

O PSDB permaneceu neutro, mas deixou seus afiliados livres para apoiar candidatos

São Paulo – Bruno Covas (PSDB), prefeito de São Paulo, disse ter anulado seu voto para presidente, apesar de o candidato ao governo de São Paulo de seu partido, João Doria, ter declarado apoio a Jair Bolsonaro (PSL).

“Como militante, não me senti representado por nenhuma das duas candidaturas e, por isso, anulei meu voto agora no segundo turno”, afirmou o prefeito, de acordo com o UOL.

Quando votou, na manhã deste domingo, João Doria reafirmou seu apoio a Bolsonaro. O PSDB permaneceu neutro, mas deixou seus afiliados livres para apoiar candidatos.

Covas disse que manterá parceria com o governador de São Paulo, seja ele João Doria ou Márcio França, porque a prefeitura precisa ter parceria com o governo do Estado.

Sobre o racha interno do PSDB, evidenciado pelo atrito entre Geraldo Alckmin e Doria, Covas afirmou que seria necessário muito chá de camomila para acalmar os ânimos no partido e, desse modo, pensar em como se reinventar.