Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Equipes de resgate na Tailândia encontraram os 12 garotos perdidos e seu técnico dentro de um complexo de cavernas com “sinais de vida”, nesta segunda-feira

BRF sobe quase 13%

As ações da dona das marcas Sadia e Perdigão subiram 12,72% nesta segunda-feira após anúncio de uma reestruturação feita pela empresa na noite de sexta-feira. Imersa há meses em grave crise que chegou a derrubar seu valor de mercado em 40 bilhões de reais, a BRF tornou pública a decisão de vender 5 bilhões de reais em ativos, passando para frente fábricas na Europa, na Tailândia e na Argentina. A venda das unidades faz parte de um amplo plano de reestruturação que inclui ainda a demissão de mais de 4.000 funcionários no Brasil e a redução dos cargos de chefia. O objetivo da BRF é levantar esses 5 bilhões de reais já nos próximos seis meses, reduzindo, assim, o endividamento da companhia, de 14 bilhões de reais. A empresa já começou a conversar com bancos e deve fechar os mandatos nos próximos dias.

Às Sete – um guia rápido para começar seu dia

Leia também estas outras notícias da seção Às Sete e comece o dia bem informado:

Estimativa para o PIB

A estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia continua sendo reduzida, segundo a pesquisa Focus. A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – permaneceu em 1,55%, depois de passar por oito reduções consecutivas. A previsão de crescimento do PIB para 2019 caiu, pela quarta vez consecutiva, ao passar de 2,60% para 2,50%. As instituições financeiras também projetam crescimento de 2,50% do PIB em 2020 e 2021. De acordo com a pesquisa, quanto mais distante o período da previsão, menor o número de instituições que respondem à pesquisa. Na previsão para o PIB em 2018, colaboraram 75 instituições, para 2019, 74, 2020, 56 e 2021, 51. O relatório mostrou mudanças no cenário para a moeda norte-americana em 2018. A mediana das expectativas para o câmbio no fim deste ano foi de 3,65 reais para 3,70 reais, ante 3,50 reais verificados há um mês.

Dólar a 3,90

O dólar começou a semana com avanço de 0,87%, a 3,9111 reais na venda, maior nível de fechamento desde 7 de junho (3,9258 reais). Em junho, a moeda americana fechou com valorização de 3,76%, quinto mês seguindo em elevação, período em que acumulou alta de quase 22%. No exterior, o dólar subia cerca de 0,35% frente a uma cesta de moedas e divisas de países emergentes, como o peso chileno, com os investidores ampliando as apostas de intensificação das tensões comerciais entre Estados Unidos e seus parceiros comerciais, em especial a China.

Haddad advogado de Lula

O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, passará a integrar a equipe de advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e terá livre acesso a ele na prisão. Segundo a Folha de São Paulo, foi o próprio Lula que pediu que Haddad fosse registrado como seu advogado, afirmando que eles precisam se encontrar mais para definir o plano de governo do PT, que está sendo elaborado por Haddad –que, segundo a VEJA, já foi definido por Lula como seu substituto caso o ex-presidente não possa disputar a eleição. Haddad é formado em direito pela USP e tem registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) desde 1987. Em abril, ele foi buscar sua carteirinha na entidade.

Toffoli manda tirar

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, revogou nesta segunda-feira decisão do juiz Sergio Moro de que o ex-ministro José Dirceu usasse tornozeleira eletrônica. Dirceu foi solto por decisão da segunda turma do Supremo na última terça-feira, graças a um habeas corpua para que espere em liberdade o julgamento de recursos. Toffoli considerou que, ao impor uso de tornozeleira, Moro extrapolou sua competência. Para Toffoli, questões como essa devem ser apreciadas pela Vara de Execução Penal do Distrito Federal, que tem a jurisdição sobre o processo de Dirceu, e não por Curitiba, onde está lotado Moro.

Time encontrado

Equipes de resgate na Tailândia encontraram os 12 garotos perdidos e seu técnico dentro de um complexo de cavernas com “sinais de vida”, nesta segunda-feira. Segundo o governador da província de Chiang Rai, Narongsak Osottanakorn homens da Marinha tailandesa encontraram o time, que estava desaparecido há 9 dias. Um esforço internacional de busca vinha sendo feito desde que o grupo desapareceu dentro da caverna Tham Luang, após se perderem por tentar escapar de uma tempestade. Não se sabe o estado de saúde do time, nem como será feito seu resgate.

Obrador defende Nafta

O presidente eleito do México, Andrés Manuel López Obrador, afirmou, nesta segunda-feira, que vai tentar permanecer no Nafta junto com os Estados Unidos e com o Canadá. Após ter a vitória confirmada, com 53,3% dos votos, Obrador afirmou que vai acompanhar a negociação, sendo mais “respeitoso” para o México. Ele também disse que irá buscar um diálogo franco e relações amigáveis com os Estados Unidos. López Obrador, que assumirá o poder em dezembro, vai discutir o Nafta com o atual presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, na terça-feira. Embora Trump tenha parabenizado López Obrador em publicação no Twitter na noite de domingo, um assessor da Casa Branca reiterou a política de construção do muro na fronteira entre os países. Políticos mexicanos têm dito que o México não irá pagar pelo muro proposto por Trump, que ele diz ser necessário para impedir a entrada de imigrantes ilegais e de drogas. López Obrador já disse que quer tornar o México mais independente economicamente dos Estados Unidos.

May quer união aduaneira com UE

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou, nesta segunda-feira, que quer uma união aduaneira com a União Europeia em vigor até o fim de 2020. Em reunião com o Parlamento, Theresa afirmou que a união teria como principal objetivo evitar um embate na fronteira entre as Irlandas. Um acordo manteria a Irlanda do Norte, que é parte do Reino Unido, na união aduaneira e no mercado único da União Europeia. Além da questão fronteiriça, a primeira-ministra britânica também afirmou que manter o Reino Unido na Área Econômica Europeia após o Brexit não era uma opção sendo considerada pelo governo. A questão – que prevê a união econômica entre a União Europeia e três países que não fazem parte do bloco – foi discutida e vetada pelo Parlamento britânico, no mês passado.