Brasileiros no exterior organizam atos para apoiar protestos

A convocação para as manifestações, realizada através do Facebook, propõe um protesto global contra o aumento das tarifas do transporte público e a 'repressão policial'

Brasília – Em solidariedade com os protestos contra o aumento das tarifas do transporte público e a ‘repressão policial’, os brasileiros que vivem no exterior organizam ao menos 28 atos de apoio às manifestações, o quais serão realizados nos próximos dias em diversos países.

A convocação para as manifestações, realizada através do Facebook sob a insígnia de ‘A Democracia Não Tem Fronteiras’, propõe um protesto global contra o aumento das tarifas do transporte público e a ‘repressão policial’, sobretudo na cidade de São Paulo, onde na última quinta-feira dezenas de manifestantes ficaram feridos.

Alguns desses protestos serão realizados já nesta segunda-feira, em coincidência com a sexta manifestação convocada pelo Movimento Passe Livre de São Paulo, organização que promoveu as mobilizações que se estenderam por quase todo Brasil nos últimos dias.

Segundo os organizadores, as convocações na Europa incluem: Madri, Barcelona, La Coruña e Valência, na Espanha; Paris e Lyon, na França; Lisboa, Coimbra e Porto, em Portugal; Berlim, Munique, Hamburgo e Frankfurt, na Alemanha; Turim e Bolonha, na Itália; Londres, no Reino Unido; Denn Haag, na Holanda; Dublin, na Irlanda, e Bruxelas, na Bélgica.

Já nos Estados Unidos, as manifestações deverão ocorrer em Nova York, Chicago, Boston e Edmond. Atos similares também serão realizados em Buenos Aires, na capital mexicana e em três cidades do Canadá (Toronto, Montreal e Vancouver), sendo que a maioria ocorrerá entre segunda e terça-feira em frente às embaixadas e consulados brasileiros.

Em alguns casos, como o de Paris, os organizadores alegam que ainda estão tentando obter as permissões necessárias para realizar o ato e que, por isso, deverão realizar o protesto somente no próximo dia 28 de junho. EFE