Brasil vai assinar acordo de defesa com o Reino Unido

Tratado de cooperação bilionário trará patrulhas e fragatas britânicas para a Marinha brasileira, segundo o jornal Financial Times

Londres – Os governo do Brasil e do Reino Unido devem assinar nesta terça-feira um tratado bilateral de cooperação na área da defesa, durante uma visita de um secretário de Estado britânico à Brasília, confirmou o ministério da Defesa da Grã-Bretanha.

O acordo será assinado na parte da tarde pelo secretário de Estado britânico de Segurança Internacional e Estratégia, que visita visita o Brasil com uma importante delegação de empresários britânicos.

Segundo o jornal Financial Times (FT), o governo conservador de David Cameron espera que o tratado bilateral resulte em um contrato bilionário de fornecimento de patrulhas e fragatas à Marinha do Brasil para o grupo BAE Systems.

O eventual contrato entre a BAE Systems e as Forças Armadas brasileiras, se for assinado, incluiria seis patrulhas e cinco ou seis fragatas Tipo-26, com um preço total de 2,9 bilhões de libras (4,475 bilhões de dólares) caso os navios sejam construídos no Reino Unido, segundo o FT.

Mas, de acordo com o jornal, o valor deve ser menor porque o Brasil deseja fabricar a maioria dos navios em seu território, segundo a política do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de priorizar nos acordos de defesa a transferência de tecnologia para o país.

As fragatas Tipo-26 são projetadas para participar em combates antissubmarinos e em apoio às operações em terra, enquanto os barcos patrulhas provavelmente seriam destinados à vigilância das reservas estratégicas de petróleo na camada do pré-sal.

Leia mais notícias sobre o Reino Unido

Siga as notícias do site EXAME sobre Economia no Twitter