Brasil terá 422 novos hotéis para os Jogos Olímpicos de 2016

Relatório prevê que investimento nesses estabelecimentos até 2016 seja de R$ 12,2 bilhões, o qual aumentará a capacidade hoteleira em 70.531 vagas

Rio de Janeiro – O governo prevê a inauguração de 422 novos hotéis no país até 2016, data em que o Rio de Janeiro sediará a próxima edição dos Jogos Olímpicos, segundo um estudo elaborado pela empresa de consultoria BSH International em colaboração com o Ministério do Turismo.

O relatório, divulgado nesta quinta-feira pela Presidência, também prevê que o investimento nesses estabelecimentos até 2016 seja de R$ 12,2 bilhões, o qual aumentará a capacidade hoteleira em 70.531 vagas.

De acordo com o estudo, o crescimento em questão também deverá gerar quase 34 mil novos empregos diretos, a maior parte deles na região sudeste do Brasil, onde se se concentrará a maior parte do investimento previsto – 59%, concretamente.

Além da percentagem prevista para região sudeste, o investimento também chegará ao nordeste (13%), ao sul (11%), ao centro-oeste (10%) e, inclusive, ao Norte, na Amazônia (7%).

Por cidades, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, cidades que abrigarão partidas da Copa do Mundo em 2014, se beneficiarão com a abertura de 42 e 23 estabelecimentos hoteleiros, respectivamente.

Das instalações previstas, 158 se incluem dentro da categoria “econômica”, que observará um maior crescimento, seguida dos hotéis considerados “midscale”, que contam com bons serviços e instalações (150), e dos incluídos na escala de supereconômicos (56).

Durante o próximo ano, com o estímulo do Mundial, o relatório prevê que 164 instalações já deverão estar operando.

Por fim, o relatório conclui que a construção destas infraestruturas para o torneio dará trabalho para aproximadamente 14 mil pessoas.