Brasil nunca chegará a 230 milhões de habitantes, diz IBGE

Anote aí: o máximo de pessoas vivendo no Brasil será de 228 milhões, número atingido em 2042. Daí, seremos apenas menos e menos a cada ano. A previsão é do IBGE

São Paulo – Hoje com 201 milhões de habitantes, o Brasil nunca terá 230 milhões de pessoas vivendo em seu território, número superado hoje por quatro países do globo (China, Índia, Estados Unidos e Indonésia). Os dados estão em pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicada hoje com a projeção de população do país até 2060.

De maneira crescente, os brasileiros chegarão a 228,3 milhões em 2042, e daí começa o movimento ladeira abaixo.

Em 2060, último ano vislumbrado pela previsão, seremos quase 10 milhões a menos que o visto no ápice, segundo o IBGE (veja a tabela ano a ano abaixo, e em seguida a previsão por estado).

Ou seja, em 2060, o tamanho da população será próximo ao de 2025, na casa dos 218 milhões de habitantes.

A barreira dos 200 milhões foi superada pela primeira vez este ano, com 201 milhões de brasileiros.

Estados
Para os estados, a projeção do IBGE vai apenas até 2030. A unidade da federação mais populosa, São Paulo, hoje com 42,4 milhões de habitantes, alcançará 48,4 até este período (veja tabela ao final).

Acre, Roraima e Amapá continuarão tendo menos de um milhão de habitantes cada.

Sobre o trabalho do IBGE, não se pode desconsiderar que se tratam de projeções, produtos perniciosos por natureza: embora com critérios complexos, estabelecem um resultado matemático futuro baseado em padrões do passado.

A última vez que o IBGE havia feito previsões semelhantes foi em 2008. Com os dados presentes até então, por exemplo, projetou-se que o Brasil teria, no máximo, 219,1 milhões de pessoas, e em 2039.

Até 2060, o próprio IBGE terá muito material para rever o futuro. Até lá, no entanto, o que se pode esperar segue abaixo.

Ano População Ano População
2010 195.497.797 2036 226.917.266
2011 197.397.018 2037 227.329.138
2012 199.242.462 2038 227.673.003
2013 201.032.714 2039 227.947.957
2014 202.768.562 2040 228.153.204
2015 204.450.649 2041 228.287.681
2016 206.081.432 2042 228.350.924
2017 207.660.929 2043 228.343.224
2018 209.186.802 2044 228.264.820
2019 210.659.013 2045 228.116.279
2020 212.077.375 2046 227.898.165
2021 213.440.458 2047 227.611.124
2022 214.747.509 2048 227.256.259
2023 215.998.724 2049 226.834.687
2024 217.193.093 2050 226.347.688
2025 218.330.014 2051 225.796.508
2026 219.408.552 2052 225.182.233
2027 220.428.030 2053 224.506.312
2028 221.388.185 2054 223.770.235
2029 222.288.169 2055 222.975.532
2030 223.126.917 2056 222.123.791
2031 223.904.308 2057 221.216.414
2032 224.626.629 2058 220.254.812
2033 225.291.340 2059 219.240.240
2034 225.896.169 2060 218.173.888
2035 226.438.916    

Estado População 2010 População 2015 População 2020 População 2025 População 2030
Rondônia 1.663.490 1.768.204 1.857.992 1.934.569 1.997.617
Acre 734.447 803.513 866.811 923.171 972.464
Amazonas 3.604.165 3.938.336 4.240.210 4.502.713 4.728.027
Roraima 460.678 505.665 546.891 584.261 618.057
Pará 7.638.340 8.175.113 8.628.901 9.008.231 9.321.910
Amapá 686.189 766.679 842.914 914.915 983.304
Tocantins 1.419.100 1.515.126 1.599.316 1.672.792 1.736.235
Maranhão 6.603.880 6.904.241 7.121.156 7.274.092 7.374.604
Piauí 3.142.946 3.203.262 3.233.891 3.242.491 3.232.330
Ceará 8.569.783 8.905.225 9.178.363 9.399.260 9.566.063
Rio Grande do Norte 3.264.647 3.442.175 3.598.288 3.734.326 3.847.580
Paraíba 3.819.237 3.972.202 4.097.859 4.198.671 4.274.504
Pernambuco 8.985.658 9.345.603 9.650.604 9.907.481 10.112.795
Alagoas 3.231.836 3.340.502 3.419.689 3.476.012 3.514.114
Sergipe 2.120.052 2.242.937 2.352.207 2.449.564 2.534.193
Bahia 14.768.312 15.203.934 15.522.855 15.742.074 15.863.601
Minas Gerais 20.134.742 20.869.101 21.451.356 21.895.816 22.194.468
Espírito Santo 3.697.243 3.929.911 4.138.657 4.323.701 4.481.671
Rio de Janeiro 16.074.006 16.550.024 16.946.541 17.247.068 17.441.020
São Paulo 42.486.692 44.396.484 46.064.928 47.426.003 48.437.934
Paraná 10.728.961 11.163.018 11.538.518 11.834.496 12.045.491
Santa Catarina 6.351.418 6.819.190 7.266.193 7.677.890 8.041.587
Rio Grande do Sul 11.019.030 11.247.972 11.416.895 11.517.560 11.542.948
Mato Grosso do Sul 2.486.257 2.651.235 2.800.704 2.926.854 3.027.926
Mato Grosso 3.049.348 3.265.486 3.455.092 3.617.251 3.750.469
Goiás 6.155.266 6.610.681 7.017.496 7.386.343 7.712.596
Distrito Federal 2.602.074 2.914.830 3.223.048 3.512.409 3.773.409
BRASIL 195.497.797 204.450.649 212.077.375 218.330.014 223.126.917