Brasil e China lançam novo satélite na segunda-feira

Satélite vai substituir o Cbers-2B, que deixou de funcionar em 2010

São Paulo – Brasil e China lançarão nesta segunda-feira (9) o quarto satélite de sensoriamento remoto produzido pelos dois países. À 1h26 (horário de Brasília) será colocado em órbita o satélite que faz parte do Programa Sino-Brasileiro de Satélites de Recursos Terrestres (Cbers, na sigla em inglês)

De acordo com informações da Agência Brasil, o Cbers-3, construído pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e pela Academia Chinesa de Tecnologia Espacial, retoma a transmissão de imagens enviadas anteriormente pelo Cbers-2B, que deixou de funcionar em 2010. Antes, o Cbers-1 e o Cbers-2 tinham sido enviados por Brasil e China em 1999 e 2003, respectivamente.

O equipamento servirá para mapear e registrar os territórios e atividades agrícolas, desmatamento, mudanças na vegetação e expansão urbana.

O investimento brasileiro na construção do Cbers 3 foi de R$ 300 milhões. Os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação, Antonio Raupp, e das Comunicações, Paulo Bernardo, acompanharão o lançamento em Taiyuan, província chinesa de Shanxi.