Brasil diz que ajuda pacificação na Colômbia com agricultura

O chanceler disse a jornalistas que a incidência do conflito nas áreas camponesas acrescenta a esses programas de cooperação um conteúdo político

Brasília – O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, afirmou nesta quarta-feira que os planos de cooperação que o Brasil mantém com a Colômbia na área de agricultura familiar ajudam e ajudarão ainda mais no processo de pacificação do país vizinho.

O chanceler disse a jornalistas que a incidência do conflito nas áreas camponesas acrescenta a esses programas de cooperação um conteúdo político, que favorece a inclusão das famílias de agricultores e ajuda na pacificação.

O Brasil não participará diretamente nas negociações que o governo colombiano iniciará com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no próximo dia 19 de novembro em Havana, mas colaborou com várias missões de libertação de sequestrados por essa guerrilha.

Segundo Patriota, existem “várias maneiras de prestar apoio” à Colômbia e à solução do conflito e uma delas passa pela cooperação para o desenvolvimento de planos direcionados aos pequenos agricultores.