Bolsonaro faz exames e diz que há possibilidade de ter câncer de pele

O presidente afirmou que fez a retirada de um sinal da orelha e que os médicos suspeitam que pode ser um câncer

Brasília — O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira que retirou um sinal com indícios de que pode ser câncer de pele, o que ainda será verificado.

Bolsonaro conversou com jornalistas ao chegar ao Palácio da Alvorada depois de passar pelo procedimento no Hospital da Força Aérea Brasileira, na tarde desta quarta. Ao ser questionado sobre o curativo que apresentava na orelha, confirmou que os médicos suspeitam que pode ser um câncer.

Foi realizada uma cauterização de sinais na região próxima à orelha. Os sinais estariam trazendo preocupação, mas, segundo avaliação médica, não seriam “nada demais”, relatou um integrante do governo ao GLOBO. A Secretaria de Comunicação informou a ida ao médico se tratava apenas de uma consulta de rotina.

“Tem um possível câncer de pele. Tenho pele clara, pesquei muito na minha vida, fiz muita atividade. Então, a possibilidade de câncer de pele existe. Por enquanto, o Mourão continua vice, pode ter certeza”, disse o presidente. “Tiraram (o sinal), me cutucaram, furaram. Eu dormi. Eu estava tão cansado que deitei na maca e dormi.”

Bolsonaro disse ainda que deixou de viajar para Salvador, como estava programado para a tarde desta quarta, por recomendação do médico da Presidência.

“Foi uma questão de estafa. Eu sabia que não ia ser fácil. Eu peço que vocês colaborem, não comigo, mas com o Brasil”, disse.