Bolsonaro é presidenciável com mais intenção de voto no Twitter

Estudo da Scup Social monitorou mensagens no Twitter, durante março, mostrando intenções de voto ou rejeição a candidatos

São Paulo – Se o aquecimento da eleição é no Twitter, os fãs de Jair Bolsonaro são os que mais estão comentando sobre seu (pré) candidato predileto e já abrindo seus votos.

Estudo da Scup Social monitorou a rede social durante o mês de março para identificar as intenções de votos e as manifestações espontâneas dos usuários dos principais presidenciáveis na eleição de 2018.

Além de captar hashtags com os nomes dos políticos, a ferramenta de monitoramento captou expressões como  “Meu voto é”, “Vou votar em” ou “Jamais votaria”, “Não terá o meu voto”, dentre outras.

Segundo o levantamento da Scup Social, Lula (PT) e Bolsonaro (PSL) são os prováveis candidatos com mais comentários que indicavam intenções de voto.

O estudo aconteceu antes dos desdobramentos que levaram Lula à prisão.

No total, foram 7.727 interações com o tema.

Bolsonaro

3.237 tweets continham hashtags com seu nome. Dessas, 60,4% indicavam intenção de voto positiva (votariam nele) e 39,6% com intenções de voto negativas (não votariam nele).

Dentre o total de mensagens sobre Bolsonaro, 38,34% expressavam um sentimento positivo ao falar do político, contra 24,07% que postaram frases com um tom mais negativo e 37,58% em tom neutro.

Lula

Em seguida, na lista de mais menções de voto, vem Lula.

Foram 1.347 tweets com seu nome. 48,50% indicaram que votariam nele, contra 51,50% que não votariam.

Dos comentários, 42,66% eram neutros, 24,18% eram positivos e 33,15% eram negativos.

Outros votos

O terceiro “candidato” mais mencionado em março foi, na verdade, o voto nulo. Apareceram 740 mensagens com tal intenção.

Em quarto, aparece Manuela D’Ávila (PC do B). Quem a menciona, costuma ser porque vai votar nela. A intenção de voto positiva aparece em 88,4% dos tweets.

Outros possíveis candidatos citados e que aparecem no estudo são Marina Silva (Rede), João Amoêdo (Partido Novo), Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos (PSOL).

João Doria (PSDB), ex-prefeito de São Paulo, mesmo dizendo que vai concorrer ao governo e não à presidência, aparece citado nos tweets como um candidato. Mas de maneira bem negativa: dos 533 comentários,  65,80% afirmaram não ter intenção de votar no tucano.

O estudo da Scup Social frisa que a pesquisa tem como recorte a opinião de usuários do Twitter e não expressa necessariamente a vontade da maioria dos brasileiros. A ferramenta captou manifestações espontâneas. Não sendo, assim, uma pesquisa de abordagem do tipo “opinião”, como a do Ibope, feita nas ruas de cidades brasileiras.