Bolsonaro diz que doará verba de campanha a hospital que o atendeu em MG

Presidente eleito disse que sua campanha custou R$ 1,5 milhão, menos da metade do que foi arrecadado, e que esse restante será doado ao hospital

Brasília – O presidente eleito, Jair Bolsonaro, anunciou nesta terça-feira, 30, que doará o dinheiro que sobrou da sua campanha eleitoral ao hospital em que foi atendido após ser esfaqueado durante um comício eleitoral.

“Nossa campanha custou cerca de 1,5 milhão de reais, menos que a metade do que foi arrecadado com doações individuais”, escreveu Bolsonaro em mensagem divulgada através das redes sociais. “Pretendo doar o restante para a Santa Casa de Juiz de Fora, onde nasci novamente. Acredito que aqueles que em mim confiaram estarão de acordo”.

Bolsonaro, eleito presidente no segundo turno das eleições realizado no domingo passado, disse mais de uma vez que os médicos desse hospital salvaram sua vida dos graves ferimentos que sofreu no atentado do dia 6 de setembro.

A facada lhe causou graves lesões no abdômen, que foram tratadas primeiro na Santa Casa de Juiz de Fora, de onde depois foi transferido para o Albert Einstein em São Paulo.

Em consequência do atentado, Bolsonaro esteve hospitalizado por 23 dias, passou por duas operações e ainda permanece com uma bolsa para colostomia, que os médicos planejam retirar nos primeiros dias de dezembro.

Seu estado de saúde lhe impediu de participar de atos de campanha na rua e limitou seu contato com os eleitores às redes sociais, nas quais teve uma enorme atividade nas semanas prévias às eleições de domingo passado, que ganhou com 55% dos votos.