Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Bolsonaro com pneumonia; ONU: foram os sauditas; UE concorda em debater Brexit e mais

Bolsonaro com Pneumonia

Uma nota divulgada na tarde desta quinta-feira, 7, pelo Hospital Albert Einstein, informa que o presidente Jair Bolsonaro teve “episódio isolado de febre sem sintomas associados” e apresentou “imagem compatível com pneumonia” na madrugada de ontem. Em entrevista à imprensa, o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, disse que a febre de Bolsonaro foi de 38 graus e que os médicos alteraram os antibióticos que o presidente recebe e esperam debelar a pneumonia, que os exames indicaram ser de origem bacteriana. No dia 28 de janeiro, Bolsonaro se submeteu a uma cirurgia para retirada de uma bolsa de colostomia e para reconstrução de seu trânsito intestinal. Foi a terceira cirurgia pela qual ele passou após levar uma facada durante a campanha presidencial em setembro do ano passado, desde então, o presidente segue internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Caso Atibaia

A defesa do ex-presidente Lula protocolou um pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para que a ação relativa ao sítio em Atibaia seja retirada da 13.ª Vara Federal de Curitiba, o que, caso seja aceito, cancela a sentença da juíza Gabriela Hardt de ontem, que condenou Lula a 12 anos e 11 meses de prisão pelo caso. O pedido, sob relatoria da ministra Cármen Lúcia, foi feito à Corte na manhã de quarta-feira, horas antes de ser publicada a nova condenação do ex-presidente. Para a defesa de Lula, o caso não deveria ficar nas mãos da 13ª. Vara, já que a Segunda Turma do STF decidiu em abril do ano passado retirar de Curitiba os termos de colaboração que tinham menção a fatos investigados no processo do sítio.

Corte nos salários

Nove Estados brasileiros submeteram nesta quinta-feira, 7, uma carta ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, para que seja restabelecida a possibilidade de redução da jornada de trabalho a servidores públicos acompanhado da diminuição correspondente nos salários. O grupo, formado pelos secretários da fazendo do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Goiás, Paraná, Ceará, Pará, Alagoas e Mato Grosso do Sul também pedem que volte a valer a possibilidade de que o executivo ajuste os limites financeiros dos demais poderes.

Operador do PSDB

O Ministério Público Federal pediu à justiça, nesta quinta-feira, 7, que Paulo Vieira de Souza, apontado como operador no PSDB no esquema de corrupção na construção do rodoanel, em São Paulo, seja condenado a 80 anos de prisão. Segundo o Ministério Público, Paulo, que é ex-diretor da Dersa (estatal paulista de rodovias), teria desviado verbas públicas na construção do trecho sul do rodoanel. Na época, o valor desviado seria de cerca de 7,7 milhões, mas hoje, já passa de 10 milhões de reais. Na denúncia, Paulo é acusado de peculato, formação de quadrilha e inserção de dados falsos em sistemas de informação.

Trump e Xi: sem encontro em fevereiro

Os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, não devem se encontrar antes do prazo de 1 de março estipulado para se alcançar um acordo comercial, disseram nesta quinta-feira duas autoridades do governo norte-americano e uma fonte familiarizada com as negociações. Os dois países estabeleceram uma trégua de 90 dias na guerra comercial iniciada por Washington para tentar buscar um acordo, e outra rodada de negociações está marcada para a próxima semana na China. O assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse a repórteres nesta quinta-feira que os líderes das duas superpotências econômicas podem ainda se encontrar mais tarde. “Em algum momento os dois presidentes vão se reunir, é isso que o Sr. Trump tem dito. Mas isso está longe ainda no momento”, disse ele.

ONU: foram os sauditas

O assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi foi “planejado e realizado por representantes da Arábia Saudita“, denunciou nesta quinta-feira (7) a relatora especial da ONU sobre execuções extrajudiciais, Agnès Callamard. Em um comunicado, a relatora explicou que “tem provas deste assassinato premeditado”, que constituiu a “violação mais graves do direito mais fundamental de todos, o direito à vida”. Callamard emitiu esta declaração ao retornar de uma missão de investigação na Turquia sobre o assassinato ocorrido em 2 de outubro no consulado saudita em Istambul.

UE concorda em debater Brexit

A União Europeia prometeu nesta quinta-feira trabalhar com a primeira-ministra britânica, Theresa May, para verificar “se um caminho pode ser encontrado” para evitar os transtornos de uma desfiliação britânica do bloco sem acordo depois que a premiê exigiu mudanças no pacto para conseguir sua aprovação no Parlamento. May estava em Bruxelas nesta quinta-feira para apelar aos líderes da UE que alterem o Acordo de Saída que ela negociou no ano passado, já que o Parlamento britânico o rejeitou por maioria em janeiro. Um aperto de mãos frio com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, foi pouco para esconder a tensão 50 dias antes de Londres possivelmente sair do bloco sem medidas em vigor para manter o fluxo comercial.