Bolsonaro bate no teto e agora tem uma encruzilhada pela frente

Para cientistas políticos, o deputado atingiu o máximo das intenções de voto que seu discurso permite – e não tem mais como crescer sem trair a base

São Paulo – A pré-candidatura à presidência do deputado federal Jair Bolsonaro parece ter atingido um teto de cerca de 20% nas intenções de voto nas eleições de 2018, segundo a análise de cientistas políticos.

Esse é o ponto máximo a que Bolsonaro chega, de acordo com a última pesquisa Datafolha, mesmo nos cenários em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não aparece.

A diferença é pouca em relação aos 16% a 18% que Bolsonaro tem quando disputa com o candidato do PT (veja as tabelas ao fim do texto).

Essa variação tímida indica que, sem seu rival declarado, Bolsonaro tem pouco potencial de angariar mais votos com base apenas no próprio carisma – e que, talvez, o apoio ao deputado tenha atingido um teto.

Para Adriano Oliveira, cientista político da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a situação vai além disso: “Bolsonaro é uma bolha eleitoral”, afirma.

“A candidatura de Bolsonaro é construída em torno do antipetismo. Assim que o discurso ‘anti-PT’ dos outros candidatos também chegar à população, o apoio a ele vai declinar”, diz Oliveira.

Mais do que o anti-petismo, Bolsonaro ainda encarna o ideal de “anti-político”, de acordo com Hilton Cesário Fernandes, professor da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP).

Fernandes acredita, assim como Oliveira, que é necessário esperar uma consolidação das outras candidaturas, que hoje ainda estão no campo da especulação, para prever o impacto mais abrangente que elas terão sobre o apoio a Bolsonaro – mas que há boas chances de candidatos centristas desidratarem a candidatura do deputado, se souberem se apropriar de seu discurso de moralização e renovação da política.

Até porque, se por um lado o ponto de vista radical de Bolsonaro encontra eco entre parte dos eleitores, em um contexto de péssima avaliação do governo atual e descrença com a política tradicional, por outro lado as eleições majoritárias quase sempre resultam em uma vitória do centro, pontua Rafael Cortez, da Tendências Consultoria.

“O eleitor ainda não está ativamente pensando em quem votar, está reagindo a nomes que são oferecidos. O cenário todo vai ser importante, é preciso esperar esse cenário se montar. Uma fragmentação muito grande do centro poderia levar Bolsonaro ao segundo turno”, opina.

Encruzilhada

Além de tudo, Bolsonaro tem pela frente um desafio narrativo: se por um lado seu discurso radical cria uma base de eleitores muito fiel, por outro espanta qualquer possibilidade de torná-lo um candidato majoritário.

Para Hilton Cesário Fernandes, professor da FESPSP, ele tem poucas chances de crescer mais nas pesquisas.

“Não é por falta de visibilidade, não é por falta de conhecimento das propostas, é pela forma como ele se apresenta; dificilmente ele vai ter mais apelo do que agora”, opina.

Para Fernandes, existem três “tipos” de eleitores de Bolsonaro: um que busca a ordem na política, que acha que é preciso moralizar “tudo o que está aí”, e esse eleitor provavelmente vai mudar de candidato quando aparecer outro político que abrace essa causa, mas com um discurso mais moderado.

O segundo tipo de eleitor do Bolsonaro é o religioso conservador, que pode votar no candidato porque ele representa os valores tradicionais da família, pela ideia de moralidade. Esse eleitor também pode debandar quando outro candidato  — como Marina Silva (Rede), por exemplo — assumir esse papel.

Por fim, existe o eleitor linha-dura de Bolsonaro: são os apoiadores mais fervorosos, que não aceitam debates e devem ficar ao lado do candidato até o fim.

Essa é a verdadeira base do deputado, e ela funciona muito bem nas eleições proporcionais (como as do Legislativo), nas quais são necessários muitos votos, mas não a maioria.

“Para uma eleição presidencial, que é majoritária, não funciona. E, se ele suavizar o discurso, vai perder essa base já formada”, explica Fernandes.

Adriano Oliveira, da UFPE, concorda com Fernandes: “ele não tem condição de mudar o discurso sem risco de perder capital eleitoral; para mim, é um movimento arriscado”.

Um novo Donald Trump?

Para Fernandes, da FESPSP, a possibilidade de Bolsonaro ser um Donald Trump à brasileira é remota devido a um fator decisivo: Trump encarnava o “anti-estabilishment” contando com todo o apoio, infraestrutura e financiamento do partido Republicano.

Aqui, Bolsonaro deve sair candidato pelo Patriota, ex-PSL, um partido minúsculo com apenas três deputados na Câmara, pouco financiamento público e ainda menos tempo de televisão.

“Se ele não fechar apoios, se não fizer alianças partidárias com siglas que tenham inserção política nas cidades para acompanhar os comícios, ele não vai ter chance de chegar ao segundo turno”, diz Fernandes.

Segundo o professor, pode acontecer com Bolsonaro o mesmo que já aconteceu com vários candidatos ao longo da corrida eleitoral: começar bem posicionado nas pesquisas, devido à boa visibilidade, mas depois murchar e, no fim da linha, não chegar sequer ao segundo turno.

Ele cita como exemplo o caso de Celso Russomanno, que em dois pleitos seguidos apareceu liderando as pesquisas de intenção de votos para a prefeitura de São Paulo, mas perdeu espaço ao longo dos meses para outros candidatos.

Segundo o professor da FESPSP, Bolsonaro teve sorte até agora de estar no ringue com poucos adversários. “Existem muitos candidatos em potencial, mas poucos pré-candidatos de fato”.

VEJA O DESEMPENHO DOS CANDIDATOS NOS CENÁRIOS

Cenário 1
Intenção de voto
Lula (PT) 37%
Jair Bolsonaro (PSC) 16%
Geraldo Alckmin (PSDB) 7%
Ciro Gomes (PDT) 7%
Joaquim Barbosa (Sem partido) 5%
Alvaro Dias (podemos) 4%
Fernando Collor de Mello (PTC) 2%
Manuela D’Ávila (PCdoB) 1%
Paulo Rabello de Castro (PSC) 1%
João Amoêdo (Partido Novo) 1%
Guilherme Boulos (Sem Partido) 0%
Cenário 2
Intenção de voto
Lula (PT) 36%
Jair Bolsonaro (PSC) 18%
Geraldo Alckmin (PSDB) 7%
Ciro Gomes (PDT) 7%
Alvaro Dias (podemos) 4%
Manuela D’Ávila (PCdoB) 2%
Fernando Collor de Mello (PTC) 2%
Henrique Meirelles (PSD) 1%
João Amoêdo (Partido Novo) 1%
Paulo Rabello de Castro (PSC) 1%
Guilherme Boulos (Sem Partido) 0%
Cenário 3
Intenção de voto
Lula (PT) 34%
Jair Bolsonaro (PSC) 16%
Marina Silva (Rede) 8%
Luciano Huck (Sem partido) 6%
Geraldo Alckmin (PSDB) 6%
Ciro Gomes (PDT) 6%
Alvaro Dias (podemos) 3%
Fernando Collor de Mello (PTC) 1%
Manuela D’Ávila (PCdoB) 1%
Henrique Meirelles (PSD) 1%
João Amoêdo (Partido Novo) 1%
Cenário 4
Intenção de voto
Lula (PT) 35%
Jair Bolsonaro (PSC) 17%
Marina Silva (Rede) 10%%
Ciro Gomes (PDT) 7%
Alvaro Dias (podemos) 4%
João Doria (PSDB) 4%
Fernando Collor de Mello (PTC) 2%
Manuela D’Ávila (PCdoB) 1%
João Amoêdo (Partido Novo) 1%
Paulo Rabello de Castro (PSC) 1%
Guilherme Boulos (Sem Partido) 0%
Cenário 5
Intenção de voto
Jair Bolsonaro (PSC) 19%
Ciro Gomes (PDT) 12%%
Geraldo Alckmin (PSDB) 11%
Alvaro Dias (podemos) 6%
Joaquim Barbosa (Sem partido) 5%
Fernando Collor de Mello (PTC) 3%
Manuela D’Ávila (PCdoB) 3%
Jaques Wagner (PT) 2%
João Amoêdo (Partido Novo) 1%
Paulo Rabello de Castro (PSC) 1%
Guilherme Boulos (Sem Partido) 1%
Cenário 6
Intenção de voto
Jair Bolsonaro (PSC) 20%
Ciro Gomes (PDT) 13%
Geraldo Alckmin (PSDB) 11%
Alvaro Dias (podemos) 6%
Fernando Collor de Mello (PTC) 3%
Manuela D’Ávila (PCdoB) 3%
Henrique Meirelles (PSD) 2%
Jaques Wagner (PT) 2%
Paulo Rabello de Castro (PSC) 1%
João Amoêdo (Partido Novo) 1%
Guilherme Boulos (Sem Partido) 1%
Cenário 7
Intenção de voto
Jair Bolsonaro (PSC) 18%
Marina Silva (Rede) 13%
Ciro Gomes (PDT) 10%
Luciano Huck (Sem partido) 8%
Geraldo Alckmin (PSDB) 8%
Alvaro Dias (podemos) 5%
Fernando Collor de Mello (PTC) 2%
Manuela D’Ávila (PCdoB) 2%
Jaques Wagner (PT) 2%
Henrique Meirelles (PSD) 1%
Paulo Rabello de Castro (PSC) 1%
Cenário 8
Intenção de voto
Jair Bolsonaro (PSC) 20%
Marina Silva (Rede) 16%
Ciro Gomes (PDT) 12%
Alvaro Dias (podemos) 6%
João Doria (PSDB) 5%
Fernando Collor de Mello (PTC) 3%
Manuela D’Ávila (PCdoB) 2%
Jaques Wagner (PT) 2%
Paulo Rabello de Castro (PSC) 1%
João Amoêdo (Partido Novo) 1%
Guilherme Boulos (Sem Partido) 0%
Cenário 9
Intenção de voto
Lula (PT) 34%
Jair Bolsonaro (PSC) 15%
Marina Silva (Rede) 7%
Geraldo Alckmin (PSDB) 6%
Ciro Gomes (PDT) 6%
Luciano Huck (Sem partido) 5%
Joaquim Barbosa (Sem partido) 3%
Alvaro Dias (podemos) 3%
Fernando Collor de Mello (PTC) 1%
Michel Temer (MDB) 1%
Henrique Meirelles (PSD) 1%

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jaldomir Da Silva Filho

    Estava indo até que razoável, apesar de ter o Datafolha como fonte. O maior problema nesse texto é quando aparece uma “Marina Silva” como “defensora da família”: desse quando a esquerda se apresentou como “defensora da família”? O texto tendenciou demais, é lixo propagandístico, não vale nada. Então fui ver o autor do texto, e voilá: Luiza Calegari, petista. É, o texto não tem credibilidade, não tem informação científica, é só uma propaganda petista travestida de “notícia”.
    Não me engana, Luiza Calegari. Lulopetismo pra cima de moi? Sai pra lá!

  2. Christian Cardoso

    Essa praga de petista não consegue enxergar que o tempo passou , cambada de ladrao safado , texto lixo assim como a dona , passou da hora de botar essa cambada na cadeia e tomar de volta tudo que roubaram , já leram sobre o lulinha na veja ?

  3. André Santana

    Um texto mais do mesmo…. um condenado em primeiro lugar nas pesquisas e o Bolsonaro sempre desmerecido, por não fazer as tais alianças com essa turma de sempre…

  4. O colunista se esquece q muitos eleitores do Bolsonaro não declaram o voto.

  5. maycom xavier

    Sem credibilidade alguma essas pesquisas. O povo em minha volta é Jair Bolsonaro e ninguém perguntou pra mim ou pra essas pessoas em quem pretendem votar. 🇧🇷

  6. Leonardo Swiatovy

    Falou falou e não disse nada. Como é facil mentir hoje em dia ne? essa Luiza Calegari é petista declarada

  7. Luccaz Paullo Diaz Vieira

    Esse midia maldita estar tentando a qualquer custo derrubar Bolsonaro, não caia nesse ladainha, eles diziam o mesmo do Trump é o resultado venho na urna. A midia Brasileira estão com todas suas artilharias apontada para Bolsonaro, tentando degredi sua imagem, primeiro tentaram com os imóveis dele não conseguiram e agora tão tentando colocar na cabeça do povo que Bolsonaro sem Lula não tem força, isso é a midia tentado levantar apoio pra esse corrupto do Lula, que quer fazer do Brasil uma nova Bolívia, Venezuela e Cuba, eles querem se perpetua no poder e implantar o comunismo no Brasil, no governo desse ladrão ele investiu milhões em portos de Cuba enquanto o nossos enfrentam situações precárias, além disso emprestou milhões para ditaduras na África e depois perdoo as dívidas dos mesmos, ainda tem gente que defende esse bandido, é importante lembrar que os dois maiores escândalos de corrupção do País ocorreu nos governo desse ladrão, primeiro foi o Mensalão e depois o Petrolão, aí vem com a cara limpa dizendo que não sabia de nada, meu povo para pra refletir, esses cara só roubou o país e hoje se finge de coitado.

  8. Claudio Gregorio

    6 tão de brincadeira… Bolsonaro da de 70% em qualquer cenário que vcs colocarem ele aí…. Perfeito? Não! Esta longe de ser, mas também é o mais longe que conseguimos ir desta esquerda podre!

  9. Diego Castro

    Quando a candidatura do Geraldo Alckmin se firmar depois do tempo de televisão e ainda sem o PT com um candidato forte na disputa, as intenções de voto nele vão disparar

  10. Henrique Ramos

    Não sou ante- PT sou ante- corrupção
    Pois já votei no Lula não votei na Dilma, os eleitores que apóiam Bolsonaro estão simples mente cansados de ver essa merda de política mentirosa brasileira que apoia só os vagabundos e bandidos, pois quem é honesto só se ferra
    Aí a exame vem com essa de que eleitores de Bolsonarosão pessoas que não gostam do PT ,eu não gosto de corruptos ladrões!

  11. Alexandre Xavier (Jack)

    A faça me o favor né, que credibilidade Luiza Calegari e Data Folha tem, entendam que essa Fake News não manipula mais 100% do povo, Lembrando que Bolsonaro está disparado na frente de todos candidatos em qualquer pesquisa menos nas pesquisas de Fake News como Data Folha, Ibope etc.

    Exame que vergonha para vocês, estão indo para o mesmo destido das outras Fake News.

    #BolsonaroPresidente2018

  12. Alexandre Xavier (Jack)

    Verdade, tudo Fake News, é bom que os que acreditam em toda essa farsa venha a ler os comentários de cada matéria mentirosa que a mídia tenta empregar.

  13. Mathias Pinheiro

    Exame eu respeitava muito
    Mas com esse tipo de notícia pretensiosa o que conseguiram foi perder o um admirador e consequentemente um cliente
    Absurdo sem nexo algum oque está sendo dito totalmente sem fundamento
    Está claro ou vocês não perceberam que não é tão fácil como antes manipular ? Sabe quem perde? Voces mesmo o povo não é burro na sua grande maioria, essa reportagem e o declínio da exame. Qual é o medo hein ? Pq tanto temem ?

  14. Jobson Freire

    Kkkkk eu sinceramente li até o fim para ver o tamanho da bobagem postada,Vamos ver nas eleições! O único candidato que é viável nesta lista é Jair. Até um ex presidente deposto tem nela.

  15. Mathias Pinheiro

    Lamentável
    Essa reportagem e um absurdo e a exame perdeu totalmente a credibilidade comigo que tanto comprei para me atualizar no mundo das empresas
    Absurdo sem nexo e pretensiosa

  16. Alexandre Xavier (Jack)

    Henrique eu sou igual a você, não sou Bolsonaro e nem muito menos PT, “sou anti-Corrupção”, Mas hoje o único nome que nos representa como uma nação é sim Jair Messias Bolsonaro, pois fala o que pensa e não cai na labia da mídia, tem respeito pela família brasileira, pensa na educação sem influencia do governo, pensa na segurança do cidadão de bem e não apenas da elite que pode andar com cinco seguranças a sua volta e não pega se quer algum tipo de transporte público, hoje o povo já se cansou de tanta mentira, de tanta corrupção.
    Já votei no Lula sim no passado, fui inocente ia pela cabeça dos outros sem vasculhar a vida deste cidadão e depois que descobri tanta podridão, tive que partir para outra opção entre todas as outras o único que apareceu discretamente foi Jair Bolsonaro, de inicio me pareceu um pouco rude etc, pelo menos eram o que todos me diziam, mas depois vi que ele apenas é um homem que mantem sua palavra, atitudes e posição própria, com isso investiguei toda a vida deste cara e assisti todos os vídeos que você possa imaginar tanto dele quanto da oposição e posso te dizer que hoje meu voto é de Bolsonaro sem dúvidas.

    Vamos derrubar os Fake News!

    #Bolsonaro2018 #RealmenteéumMito!

  17. Alexandre Xavier (Jack)

    Que papelão EXAME, perderam mais um admirador, que de agora em diante vai falar mal de vocês para todos os assinantes que puder.

  18. Alexandre Xavier (Jack)

    EXAME Lixo, DATA FOLHA Lixo, GLOBO Lixo!

  19. Felipe Moreira

    Fico triste de ver a exame com esse tipo de atitude. Pesquisa datafolha escrita por agentes de esquerda, usando como fonte “cientistas políticas” socialistas e colocando como concorrente da corrida presidencial um ex presidente deposto. Totalmente tendenciosa, uma mentira deslavada. Não conheço uma pessoa que vá votar na esquerda. Inclusive, conheço pessoas que acordaram e mudaram de lado. Não somos contra o PT. Somos contra a corrupção, contra o comunismo. Somos a favor da família, a favor da vida, a favor do direito de ir e vir. A favor da soberania nacional. Simplesmente estamos cansados e queremos mudar essa realidade comunista imposta goela abaixo pelos últimos governos. Chega de cartilha Lenin. Viva a democracia.

  20. Alexandre Xavier (Jack)

    Deixa eles com essas pesquisas mentirosas, da mais animo para a disputa em que quem decide é o povo Brasileiro, estou ansioso para Outubro/2018. \0/

  21. Alexandre Xavier (Jack)

    #BOLSONAROPRESIDENTE2018

  22. Thiago Lopes Rodrigues

    Meu deus, vocês tem algum problema, não é possível! Parem com este discurso medíocre de – esquerda, esquerda, esquerda. Vocês chamam todos que são contras o Bolsonaro de esquerda, quando já está mais do que provado que ele não tem a simpatia de parte daqueles que se declaram de direita! Porque enxergam nele uma pedra no sapato, um forte concorrente do PSDB e sua turma, que anseia voltar ao poder.

  23. ALE DEIROLLI Deirolli

    Essa matéria é a cara do jornalismo brasileiro, tendencioso, alienante, covarde e mentiroso, colocar Lula com 37% dos votos é um absurdo até para criminosos periculosos!

  24. ALE DEIROLLI Deirolli

    Essa matéria é a cara do jornalismo brasileiro, tendencioso, alienante, covarde e mentiroso, colocar Lula com 37% dos votos é um absurdo até para criminosos periculosos! Bolsonaro será presidente desta bagunça de país, tenho dó dele!

  25. Valdir Barbosa

    Marina representa a família? Marina é lobo em pele de Cordeiro. Essa análise não leva em conta as pessoas que agora sabem o que representa a esquerda. Eu me incluo nessa parcela . Liberação do aborto, drogas, proteção a bandidos, estado gigante e corrupto, impedimento de defesa pessoal e patrimônio e tudo que representa o mal esta ligado a esquerda. É pensar que já fui esquerdista de carteirinha sinto vergonha.

  26. Basta do atraso causado pela social democracia. Chega de mentiras, manipulações da mídia, corrupção e criminalidade com PT, PMDB, PP, PSDB, DEM e companhia. Não acredito em mitos, salvadores da pátria, nem nos arautos da moralidade, mas Bolsonaro é o que melhor representa a mudança que o Brasil necessita neste momento. Que ele tenha sabedoria para montar uma boa equipe (Paulo Guedes e Mourão são ótimos!). Também é necessário renovar o congresso.

  27. O texto esqueceu de mencionar o eleitor que vota em Bolsonaro com a esperança de ter um pais mais seguro, onde bandido bom é bandido morto, onde o policial é mais valorizado, onde o cidadão de bem tem mais valor que o bandido, onde os direitos humanos não são para os bandidos.
    Quando falamos de bandidos não me refiro apenas os políticos e sim o assassino, estuprador…
    Esse tipo de presidente dúvido que irá aparecer ou igual ao Bolsonaro.

  28. Mas que”reportagenzinha” tendenciosa, quer dizer que o pré candidato Jair Bolsonaro atingiu o teto máximo de crescimento e sua candidatura vai “desidratar”. Vocês são patéticos. Veremos…

  29. Felipe Martins

    Com lula no páreo é entregar o Brasil para marginalidade… Porque insistir na bandidagem? #bolsonaro2018

  30. Geraldo Pereira da S. Filho

    Senti falta dos cientistas políticos que discordam da posição defendida pelos cientistas políticos entrevistados pela Exame. Se quer se útil, apresentem os dois lados, senão fica parecendo torcida. Também é bom não confundir análise de cenário com “wishful thinking”.

  31. Lamentável comparar o Jair Bolsonaro a Marina Silva ,comparar um conservador com uma comunista disfarçada ,

  32. Lamentável comparar o Jair Bolsonaro a Marina Silva ,comparar um conservador com uma comunista disfarçada , não se esqueçam que a exame e da Globo , então é mais um meio de comunicação que é tendenciosa

  33. Giovani Justo Como Dedo N´água

    Toda e qualquer “pesquisa de votação” em Pindorama é uma fraude. Não sei o que a Abril tem com a Uol (Folha, DataFolha, etc) e não sei onde querem chegar protegendo bandidos. Mas uma coisa é certa, precisamos de um Bolsonaro para ser a travessia deste pântano que o Brasil foi colocado.