Bolsonaro anuncia Ricardo de Aquino Salles para Meio Ambiente

Filiado ao partido Novo, Salles lidera o movimento Endireita Brasil e foi secretário estadual do Meio Ambiente em São Paulo na gestão de Geraldo Alckmin

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) indicou neste domingo o advogado Ricardo Salles, ex-secretário do ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB), para ser ministro do Meio Ambiente em seu governo.

Salles foi secretário particular de Alckmin entre 2013 e 2014, é filiado ao partido Novo e também foi Secretário do Meio Ambiente do Estado de São Paulo entre 2016 e meados de 2017.

Veja também

Ele também é presidente do Movimento Endireita Brasil, um dos muitos grupos de direita contrários ao Partido do Trabalhadores.

O futuro ministro tem pós-graduação pelas Universidades de Coimbra e Lisboa, além de especialização em administração de empresas pelo CEAG-FGV.

A escolha de Salles por Bolsonaro para o Meio Ambiente marca o fim da composição dos membros de seu futuro governo, depois de polêmica em que a equipe de transição chegou a cogitar a integração da pasta com a da Agricultura.