Bolsonaro agradece a Toffoli, Maia e Alcolumbre por convivência em 2019

O presidente fez novos gestos de aproximação aos chefes do Legislativo e Judiciário argumentando que "é preciso buscar a união das autoridades"

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro fez novos gestos de aproximação aos chefes do Legislativo e Judiciário na posse do novo ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. Na cerimônia, Bolsonaro reforçou que é preciso buscar a “união” das autoridades.

“Nós quatro não podemos tudo, mas quase tudo passa pelas nossas mãos. A nossa união, nosso sentimento cada vez melhor para o Brasil, realmente fará com que todos sintam a diferença. Agradeço a convivência que tivemos ao longo do ano passado e tenho certeza que o corrente ano será muito melhor”, disse Bolsonaro, aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do STF, Dias Toffoli.

O presidente elogiou o trabalho de Marinho enquanto deputado e afirmou que ele serviu de “espelho” para os demais. Também falou que ele é “daquelas pessoas que vão angariando respeito pela forma de trabalhar”.

Bolsonaro destacou que o Desenvolvimento Regional é um “ministério complexo, com muita capilaridade” e que “quase tudo que interessa a população” passa pela pasta.

Ele também enalteceu a participação de Marinho como secretário especial de Previdência e Trabalho para viabilizar a aprovação da reforma previdenciária, no ano passado, com os chefes do Legislativo e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Tenho certeza de que Marinho terá mais que paciência (no ministério); será altruísta”, disse. “Confiança que todos têm em Marinho é enorme, capacidade não faltará”, elogiou.