Boliviano é esfaqueado em assalto na zona leste de SP

A vítima foi encaminhada para o Pronto-Socorro e está em estado de observação

São Paulo – Um boliviano foi esfaqueado durante um assalto na noite desta quarta-feira, 4, na Mooca, zona leste de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, o caso ocorreu às 22h30, na sua residência, na Rua Madre de Deus, onde moram outros bolivianos.

A vítima foi encaminhada para o Pronto-Socorro do Hospital Municipal Dr. Ignácio de Proença Gouveia (João XXIII). Ele está em estado de observação. A ocorrência foi registrada no 56º DP (Vila Alpina).

Violência contra estrangeiros

Há dois o meses, o menino boliviano Brayan, de 5 anos, foi morto em um assalto à casa em que morava com a família e outros bolivianos na região de São Mateus, também na zona leste da capital.

A mãe dele, a costureira Veronica Capcha Mamani, de 24 anos, disse que o filho, chorando, pediu aos criminosos para “não morrer”, mas levou um tiro na cabeça.

A família estava há seis meses no Brasil – o casal trabalhava em um ateliê de costura. Os pais de Brayan voltaram para à Bolívia depois do crime.

Segundo a polícia, Diego Rocha Freitas Campos, de 20 anos, é o suspeito de dar o tiro que matou o garoto boliviano. Ele e mais um colega, Wesley Pedroso, de 18 anos, que participou do assalto, encontram-se foragidos.