Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Bolívia convoca eleições; LVMH compra Tiffany e o novo título do Flamengo

Parabéns com slogan

O presidente Jair Bolsonaro publicou nas redes sociais, neste domingo (24), áudio de uma mensagem da Força Aérea Brasileira (FAB) que teria sido reproduzida no avião que levou a equipe do Flamengo de volta ao Rio de Janeiro, após o título da Copa Libertadores. “A Força Aérea Brasileira, em nome do presidente da República, Jair Bolsonaro, dá as boas-vindas ao time do Flamengo e felicita a equipe campeã que tão bem representou o Brasil para a conquista da Copa Libertadores da América. Brasil acima de tudo. Parabéns”, diz a mensagem aos jogadores.

Novo título do Flamengo

O Flamengo ganhou mais um motivo para comemorar neste domingo, 24. Enquanto ainda festeja o título da Copa Libertadores da América — apesar de um triste episódio entre torcida e policiais nas ruas do Rio de Janeiro — o time rubro-negro se consagrou vitorioso do Campeonato Brasileiro — sem ao menos entrar em campo. Com 81 pontos conquistados em 34 rodadas, o Flamengo ficou inalcançável após a derrota do então segundo colocado do ranking, o Palmeiras, com 68 pontos. O time alviverde perdeu por 2×1 para o Grêmio nesta tarde, no Allianz Parque. O clube gaúcho marcou o primeiro gol, com um pênalti, aos 22 minutos do segundo tempo, sofrido e batido por Everton Cebolinha. Também com um pênalti, o Palmeiras empatou com um gol de Bruno Henrique.

Maioria pela segunda instância

Em discussão no Congresso, a retomada da possibilidade de prisão após condenação em segunda instância tem apoio da maioria dos parlamentares. Placar do jornal O Estado de São Paulo aponta 51 senadores e 290 deputados favoráveis à tese – 341, de um total de 594 representantes. No Senado, já há aval declarado para a aprovação de uma proposta de emenda à Constituição, enquanto que na Câmara dos Deputados faltariam apenas 18 votos para alcançar o mínimo exigido, sempre em dois turnos. O total de parlamentares que não quiseram responder indica que uma PEC sobre o tema tem chances de receber o aval do Congresso. São 119 deputados e 21 senadores nesse grupo. Outros 56 se declaram publicamente contra em ambas as Casas.

Boris Johnson promete

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, prometeu neste domingo “concluir o Brexit” com seu Partido Conservador, fazendo uma promessa eleitoral para trazer seu acordo de retirada da União Europeia (UE) de volta para o Parlamento antes do Natal. Com o Reino Unido indo às urnas no dia 12 de dezembro, os conservadores do governo publicaram um manifesto eleitoral que prometeu mais gastos do setor público e nenhuma extensão à adiada saída da UE. O partido do governo também afirmou que não haverá a criação de mais impostos, ressaltando uma distinção com o oposicionista Partido Trabalhista, que prometeu elevar impostos sobre ricos e empresários para financiar uma expansão do Estado.

Bolívia convoca novas eleições

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, promulgou neste domingo (24) uma lei que convoca em caráter de urgência novas eleições no país. Áñez destacou o compromisso de seu governo provisório com eleições “limpas, justas e transparentes” após um pleito realizado em 20 de outubro no qual Evo Morales foi reeleito para seu quarto mandato e que, segundo a oposição e a Organização dos Estados Americanos (OEA), foi fraudulento. A lei decretada por Áñez hoje também anulou as eleições de outubro. Morales, que as havia vencido em primeiro turno em meio a uma apuração muito contestada, acabou renunciando ao cargo, pressionado pelas Forças Armadas. Áñez também rejeitou no sábado (23) uma “anistia” a Morales ante a tentativa de senadores de levar adiante um projeto de lei que prevê a proibição de “processos judiciais” contra o ex-presidente boliviano e seus colaboradores.

LVMH compra Tiffany

O grupo de luxo LVMH comprou a rede de joalherias americana Tiffany & Co. por 16,2 bilhões de dólares (cerca de 67 bilhões de reais). O martelo foi batido em 135 dólares por ação, após oferta inicial, em outubro, de 120 dólares por ação. “Temos um imenso respeito e admiração pela Tiffany e pretendemos desenvolver esta joia com a mesma dedicação e compromisso que aplicamos em cada uma de nossas maisons”, disse o CEO do Grupo LVMH, Bernard Arnault, em um comunicado oficial.