Bimotor cai em Belo Horizonte e deixa dois feridos

O piloto identificado como Carlos Almeida Cunha Filgueiras e seu aluno, Guilherme Campos Vieira, foram resgatados conscientes

Belo Horizonte – Um bimotor caiu sobre uma casa, neste sábado, 29, no bairro Jardim Montanhês, região Noroeste de Belo Horizonte. O imóvel fica próximo ao aeroporto Carlos Prates, usado para formação de pilotos e aviação comercial e desportiva de pequeno porte.

O piloto identificado como Carlos Almeida Cunha Filgueiras e seu aluno, Guilherme Campos Vieira, foram resgatados conscientes, com ferimentos leves e conduzidos ao Hospital de Pronto Socorro João XXIII.

Na hora do acidente, o imóvel estava vazio.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, com a queda houve uma explosão e o imóvel começou a pegar fogo, que foi logo combatido pelos brigadistas.

O incêndio atingiu apenas o telhado do imóvel.

O aeroporto Carlos Prates abriga diversas escolas de voo e possui hangares para aeronaves de pequeno porte usadas na aviação comercial e desportiva.

Pela norma da Aeronáutica, voos para formação podem ser feitos sobre cidades a uma altura mínima de 300 metros, acima do obstáculo mais alto.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) não soube informar o que teria provocado a queda.

A empresa também não confirmou se o instrutor fazia parte de uma escola homologada com certificado de operação expedido pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).