Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Beto Richa é preso; STF decide se Bolsonaro vira réu e mais…

Beto Richa é preso

O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) foi preso nesta terça-feira, em Curitiba. Richa é candidato ao Senado. Sua esposa, Fernanda Richa, e Deonlison Roldo, ex-chefe de gabinete do ex-governador, também foram presos. As três prisões são temporárias, com validade de cinco dias. Os mandados de prisão foram cumpridos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Supremo decide se Bolsonaro vira réu

A primeira turma do Supremo Tribunal Federal decide nesta terça-feira se o deputado Jair Bolsonaro (PSL) vira réu em denúncia por racismo. O deputado foi denunciado pela Procuradoria Geral da República após criticar quilombolas em palestra feita por Bolsonaro no ano passado. A questão está empatada em dois a dois. Falta apenas o voto do ministro Alexandre de Moraes, que pediu vista há duas semanas. Jair Bolsonaro já é réu por injúria e apologia ao estupro após afirmar que não estupraria a deputada Maria do Rosário porque “ela não merece”. Uma decisão contrária ao deputado pode dificultar sua imagem pública, mas não o impede de seguir com a campanha presidencial.

Uma agência para os museus

O presidente Michel Temer assinou nesta segunda-feira duas medidas provisórias (MP) voltadas à gestão e apoio a museus. A primeira cria a Agência Brasileira de Museus (Abram), que passará a administrar os 27 museus que até então estavam sob responsabilidade do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). A Abram também participará da reconstrução do Museu Nacional do Rio de Janeiro, destruído por um incêndio no início de setembro. A segunda medida provisória estabelece o marco regulatório para a captação de recursos privados, com a criação de Fundos Patrimoniais.

Áudios implicam Temer

A Polícia Federal avalia que áudios entregues por Alvaro Novis, um dos delatores da operação Lava- Jato, reforçam a tese de que a Odebrecht entregou dinheiro a um amigo do presidente Michel Temer como contrapartida a benefícios para a empresa, segundo o G1.No relatório entregue ao Supremo Tribunal Federal na semana passada, a PF disse ter encontrado indícios de que Temer cometeu os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo a PF, Temer recebeu 1,4 milhão dos 10 milhões de reais que teriam sido acertados.

Todas as conexões

A Polícia Federal informou nesta segunda que está analisando “dados financeiros” de Adelio Bispo Oliveira, 40 anos, que esfaqueou Jair Bolsonaro (PSL). Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, o rastreamento faz parte de uma série de diligências da PF para “identificar todas as possíveis conexões e motivações do crime”. A PF informou, ainda, que prossegue com o trabalho de “coleta de depoimentos, análise de dados financeiros e de outros dados existentes em imagens, mídias, computadores, telefones e documentos apreendidos”. Bispo foi autuado em flagrante indiciado com base no artigo 20 da Lei de Segurança Nacional. Se processado e condenado pode pegar até 20 anos de prisão. Por meio do inquérito, a PF quer “esclarecer, em toda a sua extensão, as demais circunstâncias vinculadas ao fato criminoso”.

Posição reiterada

O Comitê de Direitos Humanos da ONU voltou a afirmar nesta segunda que o Brasil é obrigado a cumprir com as medidas interinas solicitadas pelo comitê para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) possa concorrer como candidato nas eleições presidenciais até que se esgotem todos os recursos de revisão contra a condenação em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pela qual cumpre pena desde abril. Em carta enviada aos advogados de Lula, o comitê advertiu que “não cumprir com as medidas é incompatível com a obrigação de respeitar de boa fé os procedimentos das comunicações individuais estabelecidas no Protocolo Facultativo”, do qual o Brasil é signatário. A carta foi divulgada hoje e é uma resposta aos advogados do ex-presidente, que solicitaram ao órgão para que explicasse a natureza legal de seu pedido de medidas interinas. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou há duas semanas a possibilidade de que Lula dispute as eleições com base na lei de Ficha Limpa.

Expectativa para o PIB diminui

A pesquisa Focus, divulgada toda segunda-feira pelo Banco Central, diminuiu as expectativas para o crescimento da economia. Economistas consultados projetam agora uma expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018 de 1,40%, redução de 0,04 ponto percentual sobre a semana anterior. Para 2019, a conta permanece em 2,50%. A redução acontece mais uma vez na esteira da expectativa de uma produção industrial mais fraca neste ano, com o crescimento do setor projetado agora em 2,26%, de 2,43% antes. Além disso, a inflação para 2018 foi reduzida pela segunda semana seguida, com a estimativa para a alta do IPCA a 4,05% de 4,16%, e para o ano que em 4,11%. A meta oficial do governo para 2018 é de 4,50% e, para 2019, de 4,25%, sendo que para ambos os anos há margem de tolerância de 1,5 ponto percentual.

Acordo de paz distante na Colômbia

Membros da guerrilha Exército de Libertação Nacional da Colômbia (ELN) afirmaram que as condições impostas pelo presidente Iván Duque para a continuação das conversas de paz, entre elas que a guerrilha liberte todos os reféns, são “inaceitáveis”. Duque, que tomou posse no mês passado, disse que o grupo precisa soltar um total de 19 reféns antes de as conversas de paz iniciadas por seu antecessor serem retomadas. Em sua posse, no dia 7 de agosto, ele disse que levaria 30 dias para avaliar se continuaria ou não com as negociações, mas ainda não anunciou uma decisão final. Na semana passada, o ELN libertou três soldados em Arauca, província do leste do país, mas se acredita que o grupo ainda detém seis membros das forças de segurança na província de Choco, além de 10 civis. A libertação de reféns não é uma das precondições para as conversas combinadas no início das negociações, disse o ELN, nem a concentração de forças rebeldes em uma única área. O ELN e o governo colombiano tentam negociar um acordo de paz desde o ano passado.

Retaliação à vista

O governo da China anunciou que vai retaliar uma próxima sanção dos Estados Unidos. A ameaça, desta segunda, ocorreu após o presidente americano Donald Trump afirmar estar “pronto” para aplicar tarifas a praticamente todas as importações chinesas ao seu país. As tarifas seriam sobre mais 267 bilhões de dólares, além dos 200 bilhões de dólares sobre bens do país asiático que já correm o risco de serem taxados. “Se o lado norte-americano seguir obstinadamente com seu curso e adotar novas medidas tarifárias contra a China, o lado chinês inevitavelmente tomará medidas preventivas para proteger nossos direitos legítimos”, disse Geng Shuang, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China. Os Estados Unidos e a China aplicaram tarifas adicionais a 50 bilhões de dólares em produtos um do outro desde julho, intensificando as disputas comerciais entre as duas maiores economias do mundo. Trump criticou o superávit comercial recorde da China com os Estados Unidos e exigiu que Pequim o corte imediatamente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s