Bebê vítima de naufrágio na Bahia é sepultado hoje

O bebê Davi Gabriel Monteiro era o mais jovem entre as 18 vítimas do naufrágio ocorrido na manhã da quinta-feira (24) na Baía de Todos os Santos

Salvador – O bebê Davi Gabriel Monteiro, de apenas 6 meses de idade, foi sepultado sob aplausos no final da manhã desta sexta-feira, 25, em clima de grande consternação, no Cemitério do Santíssimo, em Mar Grande, na Ilha de Vera Cruz, Região Metropolitana de Salvador, onde reside a sua família.

A criança era mais jovem entre as 18 vítimas do naufrágio ocorrido na manhã da quinta-feira, 24, na Baía de Todos os Santos.

O corpo de Davi Gabriel foi liberado na noite de quinta-feira pelo Instituto Médico Legal (IML), de Salvador, e levado pelo pai e outros parentes para Mar Grande, onde foi velado por cerca de 12 horas em uma Igreja Adventista do Sétimo Dia, com a presença da família e muitos moradores da região.

Muito abatida, a mãe do garotinho, identificada apenas como Ana Paula, ficou pouco tempo no velório e não participou do cortejo nem do enterro.

Logo após o acidente, ao saber que o filho tinha morrido, ela se sentiu mal e precisou ser internada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), nas proximidades do IML, na capital baiana.

O pai de Davi, Renivaldo Coutinho, muito emocionado chegou a ser amparado por amigos e familiares .

Antes do sepultamento, o corpo de Davi seguiu em cortejo pelas ruas da pequena cidade, que teve o comércio fechado em sinal de luto e solidariedade às famílias das vítimas.

A multidão acompanhou a despedida do garotinho cantando músicas evangélicas.

A criança estava na lancha acidentada, Cavalo Marinho, em companhia da mãe, da avó e de uma irmã de cinco anos. Seguia para uma consulta com o pediatra, em Salvador.

Na ocasião do naufrágio, a mãe se salvou se agarrando a umas correntes, mas não conseguiu segurar os filhos, que caíram na água, eles foram resgatados com vida por um marinheiro, mas Davi morreu quando recebia os primeiros socorros.