Base aprova flexibilização da meta fiscal do governo

A última emenda em votação proposta pela oposição foi rejeitada e a proposta vai agora à sanção presidencial

Brasília – O plenário do Congresso Nacional concluiu na noite desta terça-feira, 9, a votação do projeto que muda a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014 e flexibiliza a meta fiscal do governo federal. 

A última emenda em votação proposta pela oposição foi rejeitada e a proposta vai agora à sanção presidencial.

Na semana passada, os parlamentares passaram quase 19 horas no Congresso votando a proposta.

A sessão se estendeu até as 5 horas da madrugada de quinta-feira, 4, e a votação só não foi concluída por falta de quórum. Hoje, a sessão durou menos de três horas.

PSDB, DEM, PV, PPS e PSB entraram em obstrução, mas ainda assim a base governista conseguiu impedir a aprovação da emenda do deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) por 247 contra 55 à favor da emenda.

Não foi necessária a verificação dos votos no Senado.

Os partidos de oposição ainda tentaram utilizar manobras regimentais para retardar a conclusão do projeto.

Foram encaminhados pedido de inversão de pauta e verificação dos votos.

A base governista conseguiu mobilizar os parlamentares e garantir a conclusão da votação nesta noite sem sustos.