Barris vazios de petróleo são usados em protesto em Brasília

Quatro barris de petróleo vazios, com pequena quantidade de óleo diesel sobre a tampa, tinham sido colocados no gramado em frente à sede do Poder Legislativo

Brasília – Minutos antes do início do depoimento do ex-diretor de Abastecimento e Refino da Petrobras Paulo Roberto Costa na comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) que investiga denúncias de irregularidades na empresa, agentes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Legislativa do Senado foram acionados para apurar a possibilidade de problemas em um protesto em frente ao Congresso Nacional.

Quatro barris de petróleo vazios, com pequena quantidade de óleo diesel sobre a tampa, tinham sido colocados no gramado em frente à sede do Poder Legislativo.

Em uma medida preventiva, os bombeiros usaram extintores de incêndio antes de recolher os barris. A corporação deve analisar as imagens do sistema de câmeras e manter as rondas durante o resto do dia, caso os manifestantes retornem ao local. Suspeita-se que as pessoas tinham intenção de retornar e usar o óleo diesel para acender o fogo. Os agentes informaram que não foi possível identificar os autores do protesto.

Nas laterais de cada um dos quatro barris, havia frases contra atos de corrupção, caixa 2 em campanhas e protestos diretos contra o atual governo com os dizeres como “O PT está afundando a Petrobras”.

O material do protesto foi encaminhado para a sala da Polícia Legislativa que está analisando o caso. Se for constatada a intenção de crime, será feita perícia nos barris e aberta uma investigação.