Bancários de todo o país entrarão em greve na segunda-feira

Está marcado para segunda-feira, 19, também um ato na Avenida Paulista, no fim da tarde, que reunirá movimentos sociais.

Os bancários de São Paulo, Osasco e região decidiram nesta sexta-feira, 16, aderir à paralisação de segunda-feira, dia 19, em protesto contra as reformas da Previdência e Trabalhistas propostas pelo governo Temer.

Segundo o sindicato, 88% dos bancários votaram pela paralisação das atividades e serviços em todo o Brasil. A votação foi feita durante assembleias realizadas nos dias 8, 9, 14 e 15 em agências e centros administrativos dos bancos.

Está marcado para segunda-feira também um ato na Avenida Paulista, no fim da tarde, que reunirá movimentos sociais. A concentração começa às 16h, no vão livre do Masp.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Alexandre Caldas

    Infelizmente, 88% vão lá nos seus sindicatos votar a favor da paralização, mas menos de 10% cumprem o que foi votado. Já fui o único de minha agência a fazer greve pelo que a maioria votou e amarguei o desconto e a anotação de greve em meu cadastro funcional, que até hoje o sindicato não reverteu. Sempre votei, às vezes contra, às vezes a favor, mas sempre segui o acatado nas assembléias, muitas vezes vazias. Hoje não voto e não faço greve, não por medo de represárias ou ameaças, mas porque os colegas que só querem se dar bem e aparecer para os seus superiores não merecem o meu sacrifício.

  2. Roberto Maio

    É uma grande oportunidade para que os Bancos façam uma limpeza em seus quadros! Com a automação os bancários perderam o poder de barganha!

  3. Geise Severo

    Olha eu não sei de onde surgiu isso. Mas sou bancária, e desconheço tal paralização. Em primeiro lugar nossa data base para dissídio é agosto, tá bemmm longe, em segundo lugar uma paralização é algo que precisa passar por assembléias, ser votado e publicado em jornal um edital informando a população com no mínimo 48 horas de antecedência. Quando há tais assembléias o pessoal dos sindicatos além de enviar uma convocação para a assembléia via e-mail ainda passa nas agências para nos chamar. Não houve nada disso. Não, eu não estava em férias ou vivendo em outro planeta.
    Então se houver paralização, poderá ser só no estado de são paulo, eu imagino, porque aqui no RS que eu saiba não tem nada, estou contatando o sindicato para saber.

  4. Joane Farias Nogueira

    Greve não pode gerar demissão. E tecnologia nem sempre substituirá o funcionário.

  5. O Investidor de Sucesso

    É nessas horas que você precisa ter em Mãos ESTRATÉGIA E INFORMAÇÃO adequadas Para Gerar Altos Lucros no Mercado.

    Depois que eu fiz o curso Sucesso em Forex, Aprendi Passo a Passo de Forma Simples e Objetiva um MÉTODO Capaz de GERAR LUCROS ATÉ 498% Maiores que a Média do Mercado.

    COPIE O LINK, COLE NO NAVEGADOR E DESCUBRA AGORA !!!

    >>> http://investidordesucesso.org

  6. hercules kozorosky junior

    Em vez de lutarem para manter seus empregos, eles querem benefícios, não é a toa que os bancos investem cada vez mais em automação

  7. Paulo Nascimento

    Vc tem toda razão o movimento de paralisação é por outra causa…política previdenciaria.