Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

Avianca rejeita proposta da Azul; Bolsonaro não vai a atos; Correios fecharão 161 agências…

Avianca rejeita proposta da Azul
A companhia aérea Avianca Brasil enviou à Justiça na noite desta terça-feira um documento em que afirma que a proposta da concorrente Azul para comprar seus ativos é juridicamente inviável. A companhia está em recuperação judicial desde dezembro de 2018. “Não há como validamente alienar a maioria dos ativos (…) via UPI [Unidade Produtiva Isolada] sem a existência de um plano de recuperação judicial apreciado e aprovado pelos credores, requisito imprescindível a celebração de um negócio (…) capaz de manter a transação definitivamente válida”, afirma o documento, segundo o jornal Folha de S. Paulo.

Bolsonaro desiste de ir a ato a seu favor
O presidente Jair Bolsonaro decidiu não participar das manifestações marcadas para o próximo domingo, 26, em defesa do governo e orientou seus ministros a também não comparecerem, afirmou nesta terça-feira, 21, o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros. Inicialmente, o presidente chegou a considerar comparecer ao ato, que foi chamado por apoiadores para se contrapor às manifestações do último dia 15 contra bloqueio nos recursos para a Educação.

_

Correios fecharão 161 agências
Os Correios buscam tornar a operação mais rentável e produtiva, depois de prejuízos bilionários durante a crise. Por isso, anunciaram o fechamento de 161 agências em todo o país até julho deste ano. O atendimento deve ser absorvido por outras agências próximas, “sem prejuízo da continuidade e da oferta de serviços e produtos”, afirma a estatal. A maior parte dessas unidades ocupam imóveis alugados e os funcionários devem ser transferidos para outras agências ou optar por mudar de atividade. “A iniciativa visa, dentre outros objetivos, assegurar maior produtividade e garantir unidades rentáveis, sem comprometer, no entanto, a universalização dos serviços postais”, diz a companhia em nota. Atualmente, os Correios têm cerca de 11 mil pontos de atendimento em todo o país e estão presentes em mais de 5.500 municípios.

_

CNA recorre ao STF contra reajuste da tabela do frete
A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) entrou com uma medida cautelar nesta terça-feira, 21, no Supremo Tribunal Federal (STF), contra reajustes feitos pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) na tabela de preços mínimos para o frete rodoviário. O pedido ocorre após a ANTT autorizar, em 24 de abril, aumento de 4,13%. Líder dos caminhoneiros diz que categoria vai recorrer se a medida for aprovada. A petição da CNA defende o fim de quaisquer atos normativos sobre o tema até julgamento de três Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) que tramitam na corte. O documento foi encaminhado ao ministro Luiz Fux, relator das ações.

_

May enviará nova proposta de Brexit ao parlamento
A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, anunciou que enviará ao Parlamento britânico uma nova proposta de acordo para a saída do país da União Europeia, o Brexit. May não entrou em detalhes sobre a nova proposta, mas afirmou que todas as alterações foram feitas pensando em facilitar sua aprovação, sobretudo pela oposição ao seu governo. Genericamente, a primeira-ministra disse que a nova proposta vai garantir que não haverá mudança na política ambiental do Reino Unido, além de manter regras comuns entre o país e a UE, como o livre comércio e o livre trânsito de pessoas. Além disso, May também citou que vai propor alternativas ao backstop (dispositivo para evitar a criação de uma fronteira física entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda) até setembro.

_

Kirchner: “cortina de fumaça”
A ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner afirmou que o julgamento que começou enfrentar nesta terça-feira, 21, por suspeita de corrupção, é um “novo ato de perseguição” que tem como finalidade criar uma “cortina de fumaça” para “desviar a atenção” da crise econômica do país. “Claramente não se trata de fazer justiça. Só armar uma nova cortina de fumaça que pretende desviar a atenção de argentinos e argentinas – cada vez com menos sucesso – sobre a dramática situação que nosso país e nosso povo vivem”, escreveu Cristina no Twitter poucas horas antes de comparecer a um tribunal federal em Buenos Aires.

_

UE proíbe uso de plástico descartável
A União Europeia (UE) aprovou formalmente nesta terça-feira, 21, a proibição do uso de plástico descartável, medida que deve entrar em vigor até o ano de 2021. De acordo com as novas regras aprovadas pelo Conselho da UE, entre os produtos banidos estão também pratos e talheres, cotonetes e demais plásticos com utilização única. A lei europeia relativa aos plásticos de utilização única é baseada na legislação da UE sobre resíduos atualmente em vigor. De acordo com comunicado do conselho, a legislação vai mais além, ao estabelecer normas mais rigorosas para os tipos de produtos e embalagens que se encontram entre os dez principais elementos poluentes encontrados nas praias europeias.