Auditório em reforma do Memorial sofre pequeno incêndio

O prédio está em reforma por causa de outro incêndio ocorrido em novembro de 2013. Na ocasião, 90% da estrutura foi comprometida

São Paulo – Um princípio de incêndio atingiu o Auditório Simón Bolívar do Memorial da América Latina no começo da tarde desta sexta-feira, 21, na Barra Funda, zona oeste da cidade.

O prédio está em reforma por causa de outro incêndio ocorrido em novembro de 2013. Na ocasião, 90% da estrutura foi comprometida.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo foi extinto por volta das 15h. Segundo a assessoria de imprensa do Memorial, o fogo começou quando um operário que participava da reforma derrubou o maçarico sobre um piso de madeira.

A assessoria informa que se tratou de um incidente de pequena proporção. O Memorial da América Latina completou 25 anos na terça-feira passada, 18.

Reforma

O auditório Simón Bolívar não precisará ser demolido, segundo laudo de dezembro do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) que afirma que o local “encontra-se em condições de recuperação”. O IPT está mapeando a estrutura para o restauro e, em abril, conforme previsões do Memorial, a Companhia Paulista de Obras e Serviços (CPOS), do governo estadual, abrirá licitações para contratar as empresas.

Na época em que houve o incêndio, a Prefeitura afirmou que o auditório estava com o alvará vencido desde 1993. João Batista de Andrade disse, no entanto, que tinha um documento do Departamento de Controle do Uso de Imóveis (Contru) que permitia o funcionamento.

Agora, as obras deverão ser finalizadas para a solicitação de um novo alvará. “Após a conclusão da reforma do auditório, o interessado deverá requerer o Alvará de Funcionamento para Local de Reunião. O alvará só será emitido se todas as questões legais forem atendidas”, disse a Secretaria Municipal de Licenciamento, em nota.