Atos ao amanhecer no sábado lembram um mês da morte de Marielle

Marcados para ocorrer a partir do nascer do sol em amanhã, atos vão incentivar conversas e conscientização sobre a morte da vereadora

São Paulo – Um mês depois e com poucos esclarecimentos, o assassinato de Marielle Franco, vereadora do PSOL no Rio de Janeiro, será lembrado em atos espalhados por todo o Brasil e pelo mundo.

A organização é do Amanhecer, uma iniciativa do PSOL e de movimentos sociais, e da  Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

A intenção é que grupos se organizem em suas cidades em memoriais, a partir das 6h da manhã deste sábado (14), para homenagear a vereadora e lembrar as causas pelas quais ela se engajava.

As sugestões são distribuir flores nas praças (a vereadora adorava flores), colar cartazes pela cidade, promover conversas com transeuntes sobre a história de Marielle, organizar intervenções culturais e colorir o espaço público com tecidos e faixas.

Até as 16h desta sexta-feira (13), estavam marcadas atividades em quase todas as capitais e outras cidades do Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil. Fora do país, também haverá intervenções: Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Itália, França, Reino Unido, Suécia, Alemanha e Hungria estão na lista.

Confira o mapa interativo dos atos que lembrarão Marielle amanhã, com a descrição das atividades: