Atleta do Flamengo internado em estado grave teve 35% do corpo queimado

Os ferimentos se concentram nos membros superiores, pescoço, dorso do tórax e face

Rio de Janeiro — O médico Felipe Leite, que conduziu um procedimento cirúrgico no jovem Jonathan Cruz Ventura, de 15 anos, disse que o rapaz, jogador do Flamengo, teve 30% a 35% do corpo queimado.

Os ferimentos se concentram nos membros superiores, pescoço, dorso do tórax e face.

“A cirurgia não é de uma complexidade muito grande agora. Neste primeiro momento, faz-se uma limpeza da ferida, tira a pele que está morta e simplesmente dá uma primeira proteção àquela pele que não tem mais proteção nenhuma”, explicou o médico.

Jonathan foi transferido para o Hospital Pedro II, em Santa Cruz, onde há um Centro de Tratamento de Queimados. A secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch, avaliou que seu caso é o mais grave entre os feridos que foram atendidos.

“As próximas 48 horas são vitais para esse acompanhamento e o nosso prognóstico”, disse ela.

Outros feridos

Ainda segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o estado de saúde dos outros dois feridos “inspira cuidados”. Eles são Cauã Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, que é de Fortaleza e está no Rio de Janeiro há três anos, e Francisco Diogo Bento Alves, de 15. Por decisão do Flamengo, ambos serão transferidos para um hospital particular.

Na tragédia, 10 pessoas entre funcionários e jogadores das categorias de base morreram. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 5 horas e as chamas foram controladas às 7h20. No entanto, equipes ainda trabalham no local.

O tenente-coronel Douglas Henaut disse que no local ficavam atletas da categoria de base do Flamengo e que as chamas iniciaram no alojamento em que eles dormiam. A corporação ainda não sabe onde as chamas tiveram início, mas confirma que elas ficaram restritas apenas ao alojamento.

O caso está sendo investigado pela 42.ª Delegacia de Polícia, do bairro Recreio dos Bandeirantes. Em nota, a corporação informou que o inquérito está em andamento e que testemunhas já estão sendo ouvidas. Os corpos das vítimas estão sendo encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).