Atingidos por deslizamento na Imigrantes serão indenizados

O ponto atingido na Rodovia dos Imigrantes, na altura de Cubatão (SP), no sentido para São Paulo, continua interditado

São Paulo – Os motoristas que tiveram prejuízos no deslizamento na Rodovia dos Imigrantes no final da tarde de ontem (22) serão indenizados pelo seguro da Ecovias, concessionária que administra a estrada. Segundo a assessoria da Ecovias, já foram feitos os contatos iniciais com a seguradora para garantir o atendimento aos afetados pelo incidente.

O desabamento da encosta da rodovia que liga a capital paulista ao litoral atingiu 24 veículos e matou uma pessoa. O ponto atingido, na altura de Cubatão (SP), no sentido para São Paulo, continua interditado.

A Via Anchieta registrou a queda de quatro barreiras que chegaram a obstruir totalmente a via nos dois sentidos. Em nota, o governo de São Paulo disse que os deslizamentos e alagamentos que atingiram o Sistema Anchieta Imigrantes foram causados por um volume de chuva três vezes superior a média.

Na manhã de hoje (23) o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o secretário de Transportes, Saulo de Castro Abreu Filho, estiveram no local do deslizamento. Alckmin ressaltou que o trecho atingido só poderá ser reaberto quando estiver totalmente seguro para o tráfego. “A prioridade é a segurança. Ela [Rodovia Imigrantes] só será reaberta quando tivermos segurança em relação às chuvas para os usuários”, disse.

O trabalho de desobstrução está sendo feito pela Ecovias e será acompanhado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

Pelo Twitter, a Ecovias atualiza as informações sobre a situação no local. A concessionária recomenda que os motoristas evitem viajar durante o fim de semana.