Assalto a vereador acaba em tiroteio com a PM na zona sul do Rio

Quatro dos cinco assaltantes foram presos e um morreu no RIo de Janeiro

O assalto ao vereador Daniel Martins (PDT) no final da noite de ontem (20), na zona sul do RJ, acabou em perseguição, tiroteio e morte. Quatro dos cinco assaltantes foram presos e um morreu. O casso ocorreu, na Rua Soares Cabral, em Laranjeiras,  onde o vereador morra.

No momento da abordagem ele estava na companhia dos dois filhos e, mesmo conduzindo um carro blindado, o político não esboçou reação e entregou o veículo aos criminosos. Acionada, a Polícia Militar conseguiu interceptar os assaltantes, uma vez que o telefone do vereador havia ficado no veículo, o que possibilitou o rastreamento.

Na altura da Rua Arnaldo Quintela, em Botafogo, também na zona sul, os criminosos foram interceptados pela PM. Houve intensa troca de tiros e no confronto um dos assaltantes foi morto e os outros quatro, três dos quais armados, foram presos.

Em nota, a PM informou que, na noite de ontem, criminosos praticaram uma série de roubos na região de Laranjeiras e Botafogo. “Alertados pela Agência de Inteligência do 2º BPM (Botafogo) que, de posse de informações de rastreamento do celular de uma das vítimas [o vereador] que tivera seu veículo, um Toyota Corolla, roubado, conseguiram realizar um cerco aos criminosos na Rua Arnaldo Quintela, em Botafogo” -.

Segundo a PM, no local as equipes cercaram dois veículos usados pelos criminosos, um Toyota Corolla de cor preta e um Renault Sandero de cor cinza. “Os criminosos atiraram contra os policiais e durante o confronto um dos criminosos foi atingido e morreu no local, outros quatro foram presos”.

De acordo com a polícia, foram apreendidos três revólveres calibre .38, um revólver calibre 32 e “farta munição de ambos calibres”, além de nove aparelhos celulares, chaves de outros veículos e motocicleta.

A Polícia Militar informou ainda que os presos foram conduzidos para 5ª Delegacia de Polícia (Centro) e os veículos recuperados para o Pátio Legal, ambos com várias perfurações a bala. A PM não revelou os nomes dos envolvidos.