Ararinha-azul é vista na natureza, mesmo considerada extinta

A última vez que a espécie foi vista livre foi há quinze anos

A ararinha-azul é um dos símbolos da luta contra a extinção de animais. Para quem não conhece ou se lembra da espécie, basta dar uma olhadinha na imagem abaixo. O personagem principal do filme Rio é inspirado nela. 

(Reprodução)

Foi no ano 2000 que a espécie foi vista pela última vez livre na natureza. Por isso o aparecimento da ave no céu de Curaçá, na Bahia, gerou surpresa e comoção entre os moradores da região.

Situada na caatinga da Bahia, a cidade é o habitat natural da ararinha. Lá os moradores vêm sendo instruídos no projeto Ararinha na Natureza, que tem como meta reinserir na natureza alguns dos 100 exemplares da espécie mantidos em cativeiro.

No último sábado (18), o agricultor Nauto Oliveira avistou o pássaro. No dia seguinte, sua mulher, Lourdes, e sua filha conseguiram registrá-la em vídeo.

Pedro Develey, diretor da SAVE Brasil (Sociedade para a Conservação das Aves do Brasil) foi avisado e se encaminhou para o local, mas não chegou a ver a ararinha.

Em entrevista ao jornal Estadão, ele afirmou que a ave registrada é sim uma ararinha-azul por causa de seu canto característico.

Ele acredita que a ave registrada foi mantida em cativeiro e solta pelo dono para evitar punição por crime ambiental. Recentemente, o Ibama fez uma grande ação de combate ao tráfico de animais na região.

Os moradores de Curaçá, juntamente com o Instituto Chicos Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o projeto Ararinha na Natureza, estão seguem tentando localizar a ave e obter informações sobre ela.

Assista o vídeo aqui: