Após receber ministro da Indústria, Temer segue para o Jaburu

O Ministro da Indústria, Marcos Pereira, pediu demissão na manhã desta quarta-feira (3) e justificou que vai disputar as eleições como deputado federal

Depois de despachar por pouco mais de três no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer deixou o local na tarde desta quarta-feira (3) e seguiu para a residência oficial, o Palácio do Jaburu. Segundo a assessoria de imprensa, o presidente passa bem, mas deve despachar no Jaburu à tarde.

Hoje pela manhã, Temer recebeu no Palácio do Planalto os ministros da casa, Eliseu Padilha (Casa Civil), Carlos Marun (Secretaria de governo), Moreira Franco (Secretaria-geral) e Marcos Pereira, da Indústria e Comércio, que entregou ao presidente sua carta de demissão.

Segundo fontes do Planalto, Pereira reiterou apoio ao governo, mas disse que tem que reestruturar o partido nacionalmente para as eleições e será candidato a deputado Federal. No pedido que fez ao presidente o então ministro afirmou que não conseguiria conciliar as ações com a gestão do ministério.

Nos últimos seis dias, o presidente ficou na residência oficial por recomendações médicas, que o orientou a diminuir o ritmo de trabalho. Mesmo assim, o presidente despachou com alguns ministros e auxiliares.

Temer tinha previsto um encontro – que ainda não constava na agenda oficial – com o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, ainda nesta quarta-feira. A reunião, entretanto, pode acontecer na residência oficial.

Eles querem discutir sobre uma nova indicação para a vaga de ministro do Trabalho, deixada por Ronaldo Nogueira semana passada. Temer aguardava uma nova indicação do PTB, que deve manterá o controle da pasta, após o nome do deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA) ter sido vetado pelo ex-presidente José Sarney (PMDB-AP). Agora, com a saída de Marcos Pereira, abre-se mais um espaço na Esplanada.

Veja também