Após chuvas, SP tem trânsito acima da média e atenção

Segundo a CET, o trânsito na Marginal do Tietê foi prejudicado principalmente por um acidente no acesso da Rodovia Presidente Dutra à Rodovia Fernão Dias

São Paulo – Chuvas, acidente e saída para as estradas. Por esses três motivos a cidade de São Paulo registrou trânsito acima da média durante boa parte da tarde desta segunda-feira, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

O maior pico foi às 17h30, quando havia 134 quilômetros de congestionamento nas vias monitoradas pela CET, bem acima da média do horário, entre 54 e 82 quilômetros.

Entre as vias, a mais congestionada é a pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Rodovia Ayrton Senna, com 18,3 quilômetros de lentidão da Ponte Atílio Fontana até a Ponte Aricanduva. Já na local, são 16,2 quilômetros, entre as Pontes da Freguesia do Ó e Imigrante Nordestino.

Segundo a CET, o trânsito na Marginal do Tietê foi prejudicado principalmente por um acidente no acesso da Rodovia Presidente Dutra à Rodovia Fernão Dias.

Por volta das 13h10, uma carreta tombou no local e três pessoas, um casal e uma criança, morreram.

Na pista expressa da Marginal do Pinheiros, sentido Rodovia Castelo Branco, há 9,3 quilômetros de retenção da Avenida Jornalista Roberto Marinho até a Ponte do Jaguaré.

Na sequência, o Corredor Norte-Sul, sentido Aeroporto de Congonhas, tem 7,2 quilômetros de filas a partir da Praça da Bandeira. Por sua vez, a Radial Leste registra 4,7 quilômetros, no sentido bairro, na pista expressa, desde a Rua Wandenkolk.

Por causa das chuvas, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) colocou em estado de atenção, por volta das 16h, as zonas sul, oeste, norte e central, além das Marginais do Tietê e do Pinheiros.

Às 17h15, a situação já havia retornado para o estado de observação.

Por causa de alagamentos, parte da Avenida das Nações foi interditada, próximo à Ponte Eusébio Matoso, sentido Rodovia Castelo Branco.