Após ato, três pistas da Marginal do Tietê são liberadas

No momento da liberação, a capital paulista tinha 171 quilômetros de congestionamento nas vias monitoradas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET)

São Paulo – As pistas da Marginal do Tietê, em São Paulo, começaram a ser liberadas às 17h10 desta sexta-feira, 1, após protesto contra reintegração de posse que interditou todas as faixas da via no sentido Rodovia Ayrton Senna, na altura da Ponte Governador Orestes Quércia, mais conhecida como “Estaiadinha”, no Bom Retiro, região central.

No momento da liberação, a capital paulista tinha 171 quilômetros de congestionamento nas vias monitoradas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Os manifestantes, que se opõem à desocupação de uma favela próxima ao encontro dos Rios Tietê e Tamanduateí, fizeram barricadas e atearam fogo nelas.

A Tropa de Choque da Polícia Militar (PM) está no local e impede o avanço do protesto.

Às 16h55 desta sexta-feira, a Marginal do Tietê era a via de maior congestionamento na capital, com 12,2 quilômetros de lentidão nas pistas expressa e local, da Rodovia Castelo Branco ao Rio Tamanduateí.