Apoiadores se reúnem em São Bernardo para discurso de Lula; veja fotos

Ao contrário do clima tenso, de preocupação e apreensão, que marcou os três dias que antecederam a prisão do petista em 2018, hoje o ambiente é de festa

São Bernardo do Campo — Militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) e de movimentos sociais de esquerda já se concentram em grande número nos arredores do Sindicato do Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, a espera do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo sua conta oficial do Twitter, o petista fará seu segundo discurso após ter sido solto nesta sexta-feira (08), por volta das 13 horas. Ontem pós deixar a prisão, o ex-presidente discursou por cerca de 15 minutos.

Centenas de pessoas estão dentro e fora da sede do Sindicato, aguardando a hora de ouvir Lula, que estava cumprindo pena por corrupção passiva e lavagem de dinheiro desde 7 de abril do ano passado.

Aos poucos, vão chegando caravanas de várias cidades de dentro e fora de São Paulo portando faixas e cartazes com dizeres da Campanha “Lula Livre” e cantando palavras de ordem como “Lula lá”, trecho de um dos mais famosos jingles de campanha do PT, de 1989. Sobre o caminhão de som em que Lula fará seu discurso, os técnicos fazem os ajustes.

Ao contrário do clima tenso, de preocupação e apreensão, que marcou os três dias que antecederam a prisão do maior líder petista, em 2018, hoje o ambiente é de festa.

Beatriz Montalvão, de 21 anos, aguarda desde cedo o discurso do ex-presidente. “Não fiquei muito feliz quando falaram que ele ia sair, porque não sabia se ia mesmo, mas, quando saiu, eu fiquei muito feliz. Como dizem: ele já está fazendo diferença porque o [Jair] Bolsonaro está quieto. Esperamos que ele consiga derrotar isso que está acontecendo e salvar o Brasil, como ele ja fez”, diz.

A possibilidade de mudança também faz parte da participação de Danilo Jose, de 21 anos. “Eu espero que ele ajude a gente a organizar a luta e aproveitar que ele deixou a prisão para sair pelo Brasil inteiro. Organizando a gente, a esquerda consegue se unir contra o mal maior”, afirma.

Os seguidores de Lula cantam, dançam saúdam amigos que não viam desde a última concentração no Sindicato, antes de Lula ser preso.

Na sede do sindicato há também muitos ambulantes, que aproveitam o evento para fazer dinheiro e abastecer a multidão com bebidas e espetinhos de churrasco. Apesar do policiamento intenso, os agentes transitam com tranquilidade no local.

LEIA MAIS

Como a libertação de Lula repercutiu ao redor do mundo

O que a soltura de Lula significa para o mercado, a economia e a política

Presidente eleito da Argentina e Nicolás Maduro comemoram soltura de Lula

Lula ataca Lava Jato, critica Bolsonaro e diz que vai “lutar pelo Brasil”