Bolsonaro discursa na Assembleia da ONU em NY; veja o vídeo

Tradicionalmente, desde 1949, cabe ao chefe de Estado do Brasil fazer o discurso de abertura, seguido do presidente dos Estados Unidos

São Paulo — O presidente Jair Bolsonaro realizou nesta terça-feira (24) seu discurso na abertura dos Debates Gerais da 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), que acontece em Nova York, nos Estados Unidos.

Durante cerca de 30 minutos, ele falou sobre Amazônia, economia, crime, Mais Médicos, Venezuela e socialismo em discurso de tom combativo.

 

Veja o discurso na íntegra:

Contexto

O tema das discussões desse ano é “galvanizando esforços multilaterais para erradicação da pobreza, educação de qualidade, ação pelo clima e inclusão”.

Tradicionalmente, desde 1949, cabe ao chefe de Estado do Brasil fazer o discurso de abertura, seguido do presidente dos Estados Unidos.

Nas últimas sete décadas, chanceleres e presidentes subiram à tribuna na cidade americana. Antes dele, discursam o presidente da Assembleia e o secretário-geral da ONU.

Antes de embarcar para os EUA, Bolsonaro reconheceu que “pode ter algum problema”, mas antecipou que seu objetivo “não é brigar com ninguém”.

O presidente brasileiro encontrou um ambiente especialmente carregado na abertura do evento. Isso porque as pautas clima e meio ambiente nunca foram temas prioritários na agenda política do governo, que precisou reagir à pressão internacional após repercussão das queimadas na Amazônia.

Nesse sentido, o governo acredita que as críticas internacionais são injustas, mas suas ações mostram que está preocupado com as possíveis consequências econômicas do episódio.

LEIA MAIS: Amazônia queima em vídeo-paródia do Greenpeace veiculado em NY

Bolsonaro vai à ONU tentar reverter desconfiança internacional com Brasil

Precisamos ver Amazônia pegar fogo para agir?, questiona brasileira na ONU